22 de julho de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

Supremo Tribunal Federal põe freio em ação de Moro contra Cunha

André Richter – Repórter da Agência Brasil, via Brasil 247

lewandowski_moro_cunhaO presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, decidiu hoje (22) que o juiz Sérgio Moro não poderá proferir sentença na ação penal em que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é citado, antes de prestar informações ao Supremo. Ele concedeu prazo de dez dias para que Moro se manifeste.

Lewandowski atendeu a um pedido da defesa do parlamentar, que deseja agilidade na decisão sobre a suspensão da ação penal em que Cunha foi citado por Júlio Camargo, um dos delatores do esquema de corrupção investigado na Lava Jato. Os advogados pediram que a manifestação de Moro seja enviada por meio eletrônico e não pelos Correios.

Após receber a manifestação, o presidente do Supremo decidirá se suspende o depoimento de Júlio Camargo. Na decisão, Lewandowski explicou que a medida foi tomada para evitar a perda de objeto do pedido de Cunha.

Na semana passada, Camargo – ex-consultor da empresa Toyo Setal – disse a Moro, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato na primeira instância, que Eduardo Cunha pediu US$ 5 milhões em propina para que um contrato de navios-sonda da Petrobras fosse viabilizado. Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Upes organiza feijoada da “volta pra casa” para reconstruir sede

upescasaA União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes) convida todos os amigos e parceiros para uma feijoada no dia 8 de agosto em Curitiba. O evento visa reunir fundos para a primeira fase da reconstrução da Sede da Entidade no Bairro Juvevê, que foi destruída por um incêndio no início do ano passado.

Os estudantes estão convidando para a feijoada as entidades coirmãs, sindicatos, centrais sindicais e as lideranças dos movimentos populares e o meio político. Professores, diretores de escola, vereadores, deputados e senadores; todos que apoiam as lutas da Upes.

Segundo o secretário geral da agremiação estudantil, Claitom Fortunato, a primeira fase da obra seria a construção de um muro para cercar o terreno.

O Blog do Esmael é parceiro dos estudantes e apoia a arrecadação de fundos para a reconstrução da sede histórica da Upes, que por sinal está completando 70 anos de muitas lutas.

Serviço: Feijoada dos Estudantes Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

“Festa” dos 50 anos de Beto Richa terá atos nas principais cidades do Paraná

aniversarioOs professores e servidores públicos estaduais estão programando manifestações nas principais cidades do estado para o próximo dia 29 de julho, quarta-feira da semana que vem. A data, além do aniversário do governador Beto Richa (PSDB), marca a passagem de três meses do massacre promovido pelo tucano contra os professores e servidores em 29 de abril.

A APP-Sindicato está programando uma grande manifestação unindo os professores e servidores de Curitiba e da Região Metropolitana e orientando os seus núcleos para que organizem atos unificados em cada região. Ainda na capital, os manifestantes estão programando um café da manhã para acordar o governador, às seis da manhã, e lembrar que os servidores não esquecem das agressões que vêm sofrendo do governo. Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Redução do número de vereadores ganha apoio nas redes sociais em PG

via Blog da Mareli Martins.

vereadorespg

Depois de reclamações da população em relação ao número de vereadores, mais uma vez, a Câmara de Ponta Grossa discute um projeto que prevê a redução do número de cadeiras do legislativo. Nas redes sociais, o convite para a participação popular, está ganhando força.

A sessão marcada para esta quarta-feira (22), às 14h, promete ser bem “agitada”. Se o projeto for aprovado, ainda terá que passar por uma segunda discussão, em aproximadamente dez dias, depois da primeira votação. Depois disso a lei será encaminhada para o prefeito, que poderá sancionar ou vetar.

Na página do facebook “Mostra a cara Ponta Grossa”, há várias postagens que chamam a população para o tema. Nas postagens são citados inúmeros motivos para a redução de 23 para 9 vereadores: mais qualidade do que quantidade, criação de leis absurdas por parte dos parlamentares, falta de representatividade, falta de projeto de qualidade, falta de fiscalização do poder público, que é uma das funções dos vereadores. Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
21 Comentários

Sindicatos protocolam Ação no STF contra confisco de Beto Richa na previdência dos servidores

adinEntidades sindicais ligadas à educação e servidores protocolaram nesta terça-feira (21), em Brasília, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o confisco do fundo da previdência dos servidores públicos estaduais promovida pelo governador Beto Richa (PSDB) e aprovada pela bancada governista na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

A Ação é patrocinada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e assinada por 8 sindicatos de servidores estaduais: APP-Sindicato, Sindijus/PR, Sindiprol/Aduel, Sindisaude, Sinteemar, Sinteoeste, Sintestpo e Sindiseab; e tem por objetivo que seja declarada a inconstitucionalidade da Lei 18469 de 30 de Abril de 2015, que possibilitou o confisco da previdência dos servidores pelo governador Beto Richa (PSDB).

A lei estadual foi motivo de forte mobilização dos servidores, com várias categorias fazendo greve, tentando barrar o confisco. Para garantir a votação da proposta na Assembleia, o governo do estado lançou mão de força desproporcional contra professores e servidores, no evento que ficou conhecido como o “Massacre do Centro Cívico” em que cerca de 250 servidores ficaram feridos por balas de borracha, cassetetes e bombas lançadas pela Polícia Militar. Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
21 Comentários

Com descaso do governo Beto Richa, advogados pagam pela troca de telhas em cadeia do Paraná

cadeia

Um grupo de advogados criminalistas de Cascavel, região Oeste do Paraná, está fazendo pela 15ª Subdivisão Policial o que governador Beto Richa (PSDB) não faz: bancando a troca das telhas do cadeião para garantir condições mínimas aos presos.

Um dos advogados, Luciano Katarinhuk, explica que a decisão foi tomada por que estava chovendo muito dentro das celas. “Está chovendo mais dentro do que fora. A comunidade, no senso comum, entende que não tem que investir, mas todo preso um vai voltar para a sociedade; e do jeito que está, ele vai voltar pior do que entrou”, afirmou.

O advogado até comparou a estrutura da 15ª Subdivisão Policial com a do zoológico da cidade. “A cadeia é uma bomba relógio no centro da cidade, uma fábrica de ódio. Até os bichos do zoológico tem mais espaço, já na cadeia tem 40 onde cabem seis. É preciso ter bom senso”. Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

PF terá que explicar por que blindou Serra no código Odebrecht. Polícia tucana ou republicana?

do Brasil 247
Serra_OdebrechtA superintendência da Polícia Federal do Paraná terá que explicar por que cobriu com tarjas pretas o nome do senador José Serra (PSDB-SP) no relatório do “Código Odebrecht” (sobre as mensagens interceptadas no celular do empresário Marcelo Odebrecht), que foi vazado ontem para a imprensa.

Numa das mensagens do celular de Marcelo Odebrecht, havia a expressão “Adiantar 15 p/JS” (leia mais aqui).

Ao interpretar o “Código Odebrecht”, a Polícia Federal identificou JS como o ex-governador e senador José Serra (PSDB-SP), mas cobriu seu nome com tarja preta. Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: Pela punição dos ladrões da educação ‘doa a quem doer’

Reinaldo de Almeida César*

A Polícia Civil teve um momento histórico de afirmação, ontem, ao deflagrar a “Operação Quadro Negro”, tocada pelo NURCE – Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos, dirigido pelo competente delegado Renato Figueroa.

Ao conduzir a investigação e representar por mandados de prisão e de busca e apreensão em desfavor de pessoas de reconhecido relacionamento com poderosos, a Polícia Civil deu um passo importante para se consolidar institucionalmente, afastando-se da imagem de corporação que seria controlada pelo Executivo.

Processo assemelhado, com outras proporções é evidente, passa a PF nos seus últimos vinte anos, toda vez que mostra altivez e independência na apuração de infrações penais, mesmo que no ambiente delitivo apareçam personagens de notório poder.

São incontáveis os casos em que a PF já derrubou, por investigação isenta, figuras de relevo no mundo político e empresarial.

O resultado disso foi que a PF passou a receber, cada vez mais, manifestações de apoio e de credibilidade na opinião pública, formando assim seu maior patrimônio, o moral.

Aliás, em ótima e recente entrevista ao ESTADÃO, o Diretor-Geral da PF, delegado Leandro Daiello Coimbra, cunhou uma frase muito correta, ao dizer que a Polícia Federal investiga “doa a quem doer”.

Nada mais fez o dirigente da PF do que repetir, letra por letra, a frase que a própria Presidenta de República disse, à exaustão, nos debates e programas eleitorais na campanha de reeleição do ano passado, enaltecendo a atuação da PF como algo positivo em seu governo.

Lembrando a frase já dita com as mesmas cores e no mesmo tom pela Presidenta Dilma, o diretor-geral da PF apenas reforçou o que todos já sabem, ou devem saber: a boa polícia judiciária é isenta, investiga fatos e não pessoas.

É como dizia Marcio Thomaz Bastos, “a Polícia Federal é republicana, ela não protege e nem persegue ninguém”, em frase que aliás foi entronizada em lugar de destaque na sede da associação dos delegados da PF, em Brasília, no auditório que leva o nome do ex-Ministro da Justiça, em justa homenagem que lhe foi feita, por sorte ainda em vida, exatamente pela candente defesa que ele sempre fazia da independência investigativa da PF.

Por isso, deve-se saudar, por aqui, a ação da Polícia Civil que meteu atrás das grades maus dirigentes e empresários inescrupulosos flagrados desviando recursos que eram destinados à construção de escolas e no fortalecimento da educação pública.

Tenho com meus botões que em processos revolucionários os atos de corrupção e de desvios de recursos públicos da educação ou da saúde, talvez até posicionem seus autores em condição de primazia nas execuções por fuzilamento, pelo caráter abjeto da pilhagem.

Em boa hora, portanto, a Operação “Quadro Negro” da Polícia Civil.

Espera-se apenas que a investigação da rapinagem na SUDE (antiga Fundepar) prossiga “doa a quem doer”, tendo o rigoroso acompanhamento e fiscalização do Ministério Público.

Um bom começo é entender como uma jovem microempreiteira, sem tradição no mercado e que sucede outra recém falida, conseguiu conquistar tantos contratos para obras na SUDE. Que alquimia é essa?

Se a investigação for pra valer, acreditem, será um momento alto para a Polícia Civil e para a correta gestão do delegado-geral Julio Reis. Pode fazer história.

Como nem tudo são flores, de muito triste nisso tudo, além da certeza do descarado desvio de verbas da educação, foi constatar que o denunciante que botou f Leia mais