8 de julho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Lula exalta 2 anos do Mais Médicos

lula_cheO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nas redes sociais, comemorou nesta quarta-feira (8) o segundo ano do Programa Mais Médicos criado pela presidenta Dilma Rousseff (PT). ... 

Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Além do palavrório: o ‘discurso funcional’ do golpe para os governistas e oposicionistas

Por Milton Alves*

Golpe, golpismo, golpistas, direita golpista, golpistas(que não passarão) tenho ouvido com intensidade e estridência o palavrório sobre a marcha inexorável da intentona em curso liderada por Aécio, Aloysio Nunes, Sérgio Moro, Malafaia e Kim Kataguiri. Tem gente que já dormita até debaixo da cama e enxerga golpistas em cada esquina.

Alguns companheiros já vivem um verdadeiro “estado de pânico”. Surgiu até a modalidade do golpe “suave”, como se isso fosse possível. Golpe é golpe! É sempre duro golpear alguém ou um governo democrático. Até a presidenta Dilma vem a público declarar “que não vai cair”, assumindo uma pauta discursiva da oposição.

Cá me pergunto: Golpe sem banqueiros? Golpe sem o latifúndio e a turma do agronegócio? Golpe com Levy no Ministério da Fazenda aplicando o ajuste fiscal?Golpe sem a Febraban (adorando a escalada sideral dos juros), CNI, CNA, Anfavea- aliás, as montadoras acabaram de ganhar um presentão do governo com o PPE…

Outra indagação: a quem serve o discurso do golpe batendo na soleira das nossas casas e forcejando as grades dos nossos prédios?

É uma resposta necessária para evitar mal entendidos e desnudar o jogo de cena em curso de setores à direita e da “esquerda oficialista” na atual conjuntura. Se é verdade que há segmentos políticos e sociais que defendem uma saída golpista ou conservadora para o impasse político que o país atravessa, é verdade também que o discurso do golpe ou da iminência do golpe vai se tornando um discurso funcional para governistas e para oposicionistas.

Para os governistas e a direção do PT, é necessário manter a esquerda do partido e os movimentos sociais prisioneiros da lógica da governabilidade pró ajuste fiscal. Ou seja, gente, pé no freio nas críticas e no combate aos efeitos perversos das medidas econômicas regressivas patrocinadas pela coalizão governista. Afinal, combater a necessidade do ajuste fiscal é “colocar água’” no moinho da oposição, o “centro é combater o golpe”.

Quem não ouviu ou leu essa argumentação binária e reducionista, esquecendo ou renegando o programa agitado pela então candidata que precisou levantar as bandeiras populares para vencer o candidato tucano no segundo turno? Depois de reeleita aplicou um mega cavalo-de-pau na economia, frustrando politicamente sua base social, o que arrastou a presidenta Dilma para o atual e impressionante grau de isolamento político.

Já para o tucanato e, principalmente, para Aécio Neves, a questão fundamental é segurar o governo na defensiva política, deixar Dilma sangrando em plena via pública, mas sem risco de vida, que chegue até o fim do mandato tão enfraquecida que a Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Palácio Iguaçu jura que fechamento de delegacias não tem relação com propinas na Receita Estadual

receita_foz_uniao_gaecoO governador Beto Richa (PSDB) poderá voltar atrás da decisão que fechou as delegacias regionais da Receita Estadual em Foz do Iguaçu e União da Vitória. ... 

Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
14 Comentários

Professores planejam “festa” de 50 anos para Richa no dia 29 de julho

richa_festa_profsO governador Beto Richa (PSDB) completará no próximo dia 29 de julho 50 anos de idade. A data também é simbólica para educadores paranaenses, pois nesse dia serão lembrados os três meses do massacre ocorrido em 29 de abril no Centro Cívico. ... 

Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
28 Comentários

Mais um parente do governador tucano Beto Richa é preso no Paraná

khalil_abi_richaMais um parente distante do governador Beto Richa (PSDB) foi preso nesta terça-feira (7) no Paraná. Segundo sites de notícia da região Norte, o empresário Khalil Albert Abi Antoun, de 48 anos, recebeu voz de prisão por crimes de receptação cometidos em maio de 2011.

De acordo com o portal Bonde, Antoun foi condenado, em primeira instância, por ocultar, em um galpão de sua propriedade, 7,7 mil peças de roupas avaliadas em aproximadamente R$ 220 mil. A mercadoria havia sido roubada de duas empresas de confecção, de Alvorada do Sul e Londrina, entre os dias 14 e 18 de maio de 2011.

A defesa do empresário entrou com um recurso contra a condenação no Tribunal de Justiça do Paraná, mas a apelação foi negada pelos desembargadores da 5ª turma no final de outubro de 2014. Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
31 Comentários

“Ratinho Júnior no jogo me anima disputar Curitiba”, diz Requião Filho

Requião Filho: "Vou vingar os professores. A presença de Ratinho Júnior no jogo me anima disputar a Prefeitura de Curitiba"; peemedebista atribui ao secretário de Beto Richa a derrota do reajuste de 8,17% aos educadores e servidores do executivo na Assembleia.

Requião Filho: “Vou vingar os professores. A presença de Ratinho Júnior no jogo me anima disputar a Prefeitura de Curitiba”; peemedebista atribui ao secretário de Beto Richa a derrota do reajuste de 8,17% aos educadores e servidores do executivo na Assembleia.

O deputado Requião Filho (PMDB), pela primeira vez, comentou ao Blog do Esmael os números das intenções de voto para a corrida pela Prefeitura de Curitiba.  ... 

Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
20 Comentários

Coronel alertou ‘abuso’ antes de massacre de professores no Paraná

do Brasil 247
richa_massacre_profsO coronel da Polícia Militar do Paraná, Chehade Elias Geha, alertou seus superiores sobre o “flagrante abuso de autoridade” da ação que deixou mais de 200 feridos num protesto contra o governo Beto Richa (PSDB). Ele acabou afastado um dia antes do confronto, em 29 de abril.

Em depoimento no Ministério Público do Estado, ele disse que se opôs ao plano para conter a manifestação de professores na Assembleia Legislativa.

Em mensagem de texto ao então subcomandante-geral da PM, Geha disse que impedir o acesso aos arredores do prédio criaria “um grave problema”

“Não vejo como impedir o acesso de pessoas, caminhão de som, montagem de barracas. Nossa missão é garantir que a Assembleia não seja invadida e, caso ocorra, reintegrar a mesma. Outras providências caracterizam abuso de autoridade”, escreveu ele. Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
19 Comentários

APP-Sindicato: ‘Beto Richa acredita nas próprias mentiras que conta sobre salário dos educadores’

A APP-Sindicato reagiu aos novos ataques do governador Beto Richa (PSDB) à entidade e aos professores da rede pública estadual de ensino. Richa acusou ontem, em evento com prefeitos do interior, que a greve dos professores teria acabado quando o governo divulgou os supersalários da categoria. O tucano também culpou os profissionais do magistério e o sindicato pela queda na qualidade na educação do estado.

Em resposta, o Sindicato publicou uma nota (leia abaixo) em seu site desafiando o governador a debater em audiência pública os salários dos professores, comparando-os com os vencimentos dos demais servidores e os supersalários no primeiro escalão. Segundo a APP, os trabalhadores da educação representam 62% do total de servidores do estado. Mas, a folha de pagamento da educação representa somente 38% do total.

A nota também faz referência às mentiras veiculadas pelo governo do estado atribuindo supersalários aos professores do estado, lembrando que por decisão judicial uma matéria que comparava os salários de professores com o de prefeitos foi retirada do ar, e o governo tem prazo para desmentir as demais distorções.

Segundo o presidente da APP, professor Hermes Leão, “a insistência da criminalização dos salários do Beto Richa não é novidade em governo que não tem compromisso com a população. É o esforço de sempre buscar em terceiros a responsabilidade principal que é exatamente dos governantes. Se temos dificuldades em educação, saúde e segurança pública, a responsabilidade é do governante, já que é ausente em planejamentos e investimentos”, destaca.

Leia a seguir a íntegra da nota da APP-Sindicato:

Beto Richa volta a atacar educadores(as) e sindicato

Sindicato desafia governador a debater salários em audiência pública

Um governo que deveria fazer uma luta pela valorização da educação e de todos os educadores e educadoras do Estado, tem feito justamente o contrário no Paraná. Ataques e mais ataques aos(as) servidores(as) e à APP-Sindicato tem sido a postura frequente do governador Beto Richa que, não por acaso, vem apresentando quedas consecutivas de apoio e popularidade dos(as) paranaenses e está sendo processado pelo Ministério Público pelo Massacre do dia 29 de abril.

Em um encontro com prefeitos(as) do interior do Estado, Richa fez acusões à APP-Sindicato e desqualificou a luta histórica da entidade pela qualidade da educação paranaense. O governador criminalizou mais uma vez os salários de educadores(as) mesmo depois qu Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: Fechar bares e “inferninhos” à noite para reduzir o crime em Curitiba

Reinaldo de Almeida César*

A presença de Gustavo Fruet no Palácio Iguaçu, por esses dias, causou certo frisson na mídia nativa, estimulando curiosidade em alguns e provocando síncope cardíaca em outros tantos.

Pura e arrematada bobagem. Explico melhor.

Adversários nas últimas eleições municipais, o agora Secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, convidou Gustavo Fruet, hoje Prefeito de Curitiba, para receber, em Palácio, autorizações de obras que somam mais de 16 milhões de reais em benefício da população da capital.

Ratinho Junior fez muito bem em convidar Fruet. O prefeito fez melhor ainda, aceitando o convite.

Cada qual ao seu estilo, os dois sabem manejar o bom diálogo, tendo ambos como qualidade – entre outras – sempre se apresentarem como realmente são, de forma autêntica e espontânea, sem qualquer salamaleque.

Em dezembro último, no Palácio do Planalto, Dilma Rousseff recebeu Geraldo Alckmin para pactuar convênios que despejaram investimentos de mais de 3 bilhões, para obras hídricas e ampliação do metrô em São Paulo.

Já se perdeu a conta das vezes em que Fernando Hadad, prefeito do PT, esteve no Palácio dos Bandeirantes para firmar parcerias com Alckmin, governador do PSDB, em benefício dos paulistanos.

Passados poucos dias da última eleição, o governador eleito da Bahia, do PT, recebeu no Palácio de Ondina, o adversário de sempre, ACM Neto, prefeito de Salvador, do DEM, numa conversa que durou incríveis quatro horas. Ao cabo da tertúlia, anunciaram o compromisso de lutar juntos pelos interesses dos moradores da capital dos baianos, no que foram saudados pela mídia local como “Rui Correria” e “ACM Rapidez”, tamanho foi o entusiasmo com a presteza e o resultado do encontro.

A França, admirável país que nos legou seus ideais libertários e iluminou os caminhos da democracia no ocidente, teve um período de 9 anos da chamada “cohabitation”, quando as cadeiras de presidente da república e primeiro-ministro eram ocupadas, ao mesmo tempo, por ferrenhos adversários políticos, assim como ocorreu nos mandatos de François Mitterand e Jacques Chirac, depois com Mitterand e Edouard Balladur e, por fim, com Jacques Chirac e Leonel Jospin.

Neste período, a França se desenvolveu de forma extraordinária na economia, com enormes ganhos sociais para sua população.

Precisamos, por aqui, nesta terra das araucárias, resgatar as virtudes republicanas.

Como paranaense de nascimento e curitibano por adoção, ainda espero ver Ratinho Junior e Gustavo Fruet juntos, muitas outras vezes.

***

Mas, talvez, a área que possa render melhores parcerias da prefeitura de Curitiba com o governo do Paraná seja a segurança pública.

Vou desenhar as razões.

Em momentos de crise financeira como esta que atravessamos, a sinergia na segurança pública não demanda nenhum investimento adicional nos combalidos orçamentos públicos. Basta otimizar os recursos humanos já existentes e repensar prioridades nas obras já programadas.

Conheço muito bem os comandantes e dirigentes da Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. São, todos eles, profissionais muito capacitados e pessoas de fácil trato, com elevado espírito público.

Ações integradas e permanentes de órgãos estaduais e municipais, exercendo rigorosa fiscalização em bares, prostíbulos e pequenas pensões no degradado centro de Curitiba, conjugadas com repressão ao microtráfico (em especial, do crack), vistoriando alvarás de funcionamento, condições relativas à vigilância sanitária e identificando a presença indevida de menores naqueles lugares, podem representar a libertação e o resgate do centro de Curitiba, que parece ainda mais abandonado com a chegada do rigoroso inverno.

Tudo isso, como é óbvio, coadunando-se com as imprescindíveis ações sociais de acolhimento dos menores e da população vulnerável, de modo geral.

A Câmara de Vereadores, por seu turno, bem que poderia se debruçar na discussão de medidas para o fechamento de bares na periferia, a partir de determinados horários. Medida semelhante, em Diadema, fez reduzir em 90% o número de homicídios, que antes ocorriam no entorno dos bares e, via de regra, entre o final da noite e a madrugada.

A retomada do projeto da UPS em áreas carentes dos bairros periféricos, com efetivo apoio da PM aos policiais designados, ao lado de ações de revitalização, por parte da prefeitura e do governo do Estado, como iluminação pública, limpeza de terrenos Leia mais

Esmael Morais 2009-2019. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo