Governo Richa volta às páginas policiais após greve de professores

Publicado em 10 junho, 2015
Compartilhe agora!

profs_richa_gaecoO governo Beto Richa (PSDB) voltou às páginas policiais na manhã desta quarta-feira, dia 10, menos de 24 horas após o fim da greve dos professores e funcionários de escolas do Paraná.

Segundo o jornalista Fábio Silveira, do blog Baixo Clero, de Londrina, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) voltou a prender esta manhã o copiloto do governador tucano, o auditor fiscal Márcio Albuquerque Lima, ex-inspetor-geral de fiscalização da Receita Estadual.

A Justiça também decretou nova prisão do lobista Luiz Abi Antoun, primo de Beto Richa, que ainda está foragido.

De acordo com o blogueiro e jornalista londrinense, o Gaeco cumpridos mais de 50 de prisão em pelo menos 10 cidades paranaenses, entre elas Londrina, Arapongas, Apucarana e Curitiba.

Enfim, o governo Richa volta às páginas policiais agora sem a “cortina de fumaça” que era proporcionada pela greve na educação. O tucano, muito provavelmente, fora intransigente com o magistério para ofuscar o trabalho do Ministério Público.

Pensando bem, para o governador tucano, estava sendo uma boa manter a greve… Ou não?

Compartilhe agora!

Comments are closed.