Por Esmael Morais

Governador Beto Richa “afrouxa a tanga” e procura a APP-Sindicato

Publicado em 03/06/2015

alep_appA valentia do governador Beto Richa (PSDB) durou menos de 24 horas, pois o tucano voltou atrás da intenção de não negociar com professores e servidores em greve. No meio político, prevaleu a opinião de que o tucano estaria intransigente devido ao ego, vaidade, birra de piá pançudo, vaidade, dentre outros adjetivos mais cabeludos.

Enquadrado pela realidade política, Richa mandou o líder do governo na Assembleia, Luiz Claudio Romanelli (PMDB), e o presidente da Casa, Ademar Traiano, apresentarem nova proposta de pagamento da data-base à APP-Sindicato.

Assista ao vídeo

O governador Beto Richa “afrouxou a tanga” porque a Assembleia, por meio do deputado Péricles Mello, deu um ultimato: ou ele negocia e encerra a greve de quase 40 dias ou o parlamento irá atropelá-lo aprovando um novo substitutivo; também pesou a ameaça da Justiça bloquear R$ 1,3 bilhão das contas do tesouro estadual.

Daqui a pouco, às 14 horas, os governistas irão se reunir com os deputados oposicionistas. A ideia é bater o martelo — ou não — para encerrar a greve na educação.