Por Esmael Morais

Fruet senta na cadeira do Palácio Iguaçu com 3 anos de antecedência

Publicado em 09/06/2015

Os senadores Alvaro Dias (PSDB) e Roberto Requião (PMDB), a vice-governador Cida Borghetti (PROS) e o secretário Ratinho Junior (PSC) — pré-candidatos declarados ao governo em 2018 — dizem que vão desinfetar a cadeira ocupada pelo tucano. Primeiro para não serem contaminados pelo antecessor e pelo pretendente Fruet.

A história de desinfetar cadeira é recorrente ao ex-prefeito de São Paulo, Jânio Quadros (PTB), na eleição de 1986, depois que o principal adversário, Fernando Henrique Cardoso (PMDB), sentou no assento do gabinete na Prefeitura antes de vencer a disputa. Ou seja, o agora tucano se esqueceu de combinar a estratégia com os russos — como diria Garrincha –, no caso os eleitores paulistanos.