Por Esmael Morais

Conselho Estadual de Educação atropela Richa e libera 6ª aula para reposição da greve

Publicado em 24/06/2015

6aaulaO Conselho Estadual de Educação (CEE) fez uma reunião extraordinária nesta quarta-feira (24),em Curitiba, para tratar da reposição das aulas do período da greve na rede pública estadual de ensino. O colegiado deliberou que as escolas podem usar uma aula extra por dia (a chamada 6ª aula) para recuperar os conteúdos aos alunos.

A decisão do CEE atropela a determinação do governador Beto Richa (PSDB) que, por meio da Secretaria Estadual de Educação (SEED), exigira a aula nos sábados e vetara a 6ª aula.

No entendimento do Conselho, as escolas têm autonomia para decidir a melhor maneira de repor as aulas. Dessa maneira, ao cumprir as 800 horas determinadas na lei, as escolas não precisam, necessariamente, cumprir com 200 dias letivos.

A questão levantou grande polêmica após o fim da greve, e o que deveria ser um calendário de reposição mais parecia com punição aos grevistas, com grande prejuízo para os estudantes e para as famílias. O Blog do Esmael foi pioneiro em levantar esse debate atendendo a professores e comunidades escolares.

Pelas regras da SEED, além das aulas todos os sábados, o ano letivo só terminaria em março de 2016. Com a aula extra e mais alguns sábados será possível cumprir o ano letivo até o final de dezembro.

Segundo matéria do portal da Gazeta do Povo, o Conselho de Educação deve emitir um parecer normativo nesta quinta-feira (25) explicando a decisão.

Triste vai ficar o deputado Ademar Traiano que foi flagrado “sondando” o trabalho de reposição de aulas pelos grevistas há duas semanas. Estava tão atento que bateu seu automóvel Land Roover Evoque.