Por Esmael Morais

A greve continua nas universidades estaduais do Paraná

Publicado em 10/06/2015

São cerca de 85 mil estudantes de graduação em 37 campi, que correm o risco de perder o ano letivo. Os calendários acadêmicos estão suspensos e os vestibulares de inverno já foram cancelados. Os vestibulares de verão de 2016 ainda não têm data e também correm risco de não acontecerem.

A greve nas estaduais impacta na economia de vários municípios, pois a educação é importante vetor de geração de lucros, conforme artigo publicado da doutora Mirian Schneider, professora da Unioeste/Toledo publicado pelo Blog do Esmael em março deste ano.

Com a suspensão da greve dos professores da rede pública estadual de ensino e dos demais servidores, restam somente as universidades paradas na luta pela data-base de 8,17%.

Com a palavra, os deputados estaduais que selaram um “pacto de sangue” com o Palácio Iguaçu.