24 de junho de 2015
por Esmael Morais
62 Comentários

Assista: Deputado Ademar Traiano bate-boca com presidente da UPE

O pronunciamento do estudante de jornalismo Bruno Pacheco, recém-eleito presidente da UPE, causou dor de barriga nos deputados nesta quarta-feira (24).

O dirigente estudantil fuzilou a queima roupa os parlamentares que votaram contra o reajuste de 8,17% aos professores e funcionários públicos; denunciou o sucateamento das universidades; e criticou a farra dos auxílios disso e daquilo, aumentos nos ganhos dos deputados, enfim.

“Só os amigos do governador podem ter reposição no salário. Será que essa crise é só para o povo?”, questionou o presidente da UPE, que foi interrompido pelo presidente da Assembleia, Ademar Traiano (PSDB).

Pachecão da UPE falou umas verdades aos deputados, que não gostaram.

Dirigentes estudantis de todo o estado se solidarizaram com Bruno. Eles estudam para agosto uma manifestação de desagravo em frente à Assembleia. Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Conselho Estadual de Educação atropela Richa e libera 6ª aula para reposição da greve

6aaulaO Conselho Estadual de Educação (CEE) fez uma reunião extraordinária nesta quarta-feira (24),em Curitiba, para tratar da reposição das aulas do período da greve na rede pública estadual de ensino. O colegiado deliberou que as escolas podem usar uma aula extra por dia (a chamada 6ª aula) para recuperar os conteúdos aos alunos.  ... 

Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
36 Comentários

Assembleia Legislativa do Paraná aprova moção de repúdio contra presidente da Venezuela; assista

Justamente no dia que o senador Roberto Requião (PMDB) embarca em missão oficial para a Venezuela, a Assembleia Legislativa do Paraná, seu estado, aprovou moção de repúdio ao presidente daquele país, Nicolás Maduro, 23 votos a 11.

Blog do Esmael vai transmitir ao vivo missão de Requião na Venezuela

O controverso requerimento foi apresentado pelo deputado Felipe Francischini (SD), filho do ex-secretário da Segurança e deputado federal Fernando Francischini (SD).

Dentre os argumentos apresentados por Francischini Kid estaria o fato de o Estado venezuelano ser “violento” e “ditatorial”. O requerimento também remete à recente fracassada visita de Aécio Neves (PSDB-MG) à República Bolivariana da Venezuela.

Houve bate-boca entre os parlamentares em plenário, mas prevaleceu o conservadorismo da Assembleia que em 2007 já aprovara requerimento idêntico contra o falecido Hugo Chávez. Coincidência ou não, na época o governador do estado era Requião.

O líder do governo Luiz Claudio Romanelli (PMDB) se somou ao líder da oposição, Tadeu Veneri (PT), no encaminhamento contra a moção de Francischini. Conquistaram apenas 11 votos. Maduro ficou horrorizado…

Assista ao vídeo

Veja como votaram os deputados do Paraná:

http://www.alep.pr.gov.br/transparencia/wp-content/uploads/2015/06/REQUERIMENTO-DAP-3360.pdf

Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
3 Comentários

Gleisi Hoffmann especial para o Blog do Esmael: “Não pedi nem recebi dinheiro de propina para a campanha”

marcelo_lavajato_gleisiA senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) voltou ao olho do furacão esta semana em virtude da Operação Lava Jato. Mesmo que o presidente da construtora Odebrecht, Marcelo Odebrecht, tenha desmentido a realização de repasses à campanha da parlamentar, o assuntou foi requentado pela velha mídia em virtude de acareação de dois beneficiários da delação premiada — o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

“Reafirmo aqui, com todas as letras, que não pedi, nem recebi dinheiro dessa procedência pra minha campanha. Reafirmo que não conheço Paulo Roberto Costa, nem tampouco Alberto Youssef”, protesta Gleisi, em um trecho de seu artigo especial para o Blog do Esmael.

A senadora vê o dedo do advogado do doleiro, Antonio Figueiredo Basto, que já tivera cargo no governo Beto Richa (PSDB).

“Vejo a repetição maliciosa das mesmas versões publicadas desde outubro de 2014, a partir de informação dada pelo advogado do doleiro. Repito que os documentos do processo não demonstram o que se divulga nos jornais”.

A seguir, leia a íntegra do artigo especial da senadora Gleisi Hoffmann: Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
34 Comentários

Ingratidão dos Richa gera solidariedade a Dilma nas redes sociais

ingratidao_richaPegou mal para o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), a tentativa de capitalizar ontem (23), como sendo seus, os 20 ônibus entregues pelo programa “Caminho da Escola”, do governo Dilma Rousseff (PT). ... 

Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
3 Comentários

Polícia Federal: Odebrecht mandou ‘destruir e-mail sondas’

do Brasil 247
odebrechtO empresário Marcelo Odebrecht, preso na última sexta-feira 19 pela 14ª fase da Operação Lava Jato, usou a expressão “destruir e-mail sondas” em um bilhete escrito a mão para seus advogados. O papel foi apreendido na segunda-feira 22 pela Polícia Federal, que informou ao juiz Sérgio Moro: “Como de praxe as correspondências dos internos são examinadas por medida de segurança”. A mensagem foi publicada no blog de Fausto Macedo, do Estadão.

O e-mail a que se refere Marcelo Odebrecht foi usado como prova pela PF para prender o empresário, que teria sinalizado na mensagem datada de 2011, de acordo com os investigadores, ter conhecimento da prática de sobrepreço na empresa. A conversa trata com outros funcionários da empreiteira da colocação de sobrepreço de US$ 25 mil por dia em contrato de afretamento e operação de sondas. O documento também envolve a Sete Brasil, empresa criada para produzir sondas para o pré-sal.

De acordo com a reportagem, a descoberta do bilhete foi comunicada à Justiça Federal pelo delegado Eduardo Mauat da Silva, integrante da força-tarefa da Lava Jato. Os advogados da Odebrecht Dora Cavalcanti e Rodrigo Sanches Rios estiveram em seu gabinete e afirmaram que “o verbo ‘destruir’ se referia a uma estratégia processual e não a supressão de provas, destacando que o documento original teria sido levado a São Paulo por outro advogado e que iriam apresentá-lo”. Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

Blog do Esmael vai transmitir ao vivo missão de Requião na Venezuela

aecio_requiao_venezuelaO senador Roberto Requião (PMDB) vai transmitir ao vivo pela TV 15, a partir da noite desta quarta-feira (24), a visita dos parlamentares brasileiros à Venezuela.  ... 

Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

Baixo Clero: Ministro do STJ errou em despacho que libertou primo do governador Beto Richa

O atento jornalista e blogueiro Fábio Silveira, no blog Baixo Clero, abrigado no Jornal de Londrina, vê erro na decisão do ministro Sebastião Reis Júnior, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que concedeu um habeas corpus ao lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa (PSDB), que estava preso sob a acusação de corrupção e propina na Receita Estadual.

De acordo com Silveira, o ministro erroneamente suspendeu o parente do governador da “função pública” sem nunca tê-la exercida no âmbito do governo do estado. Pelo contrário, o moço fazia lobby nas entranhas da administração pública.

“Reitero o fato de que os delitos imputados ao paciente teriam sido cometidos em razão do exercício da função”, escreve o ministro no texto, disponibilizado no site do STJ, no HC 327564, que pôs Luiz Abi em liberdade.

Para garantir as investigações, Sebastião Reis impõe algumas condições a Abi, como por exemplo, “suspensão do exercício de função pública (art. 319, VI, do CPP), a serem implementadas pelo magistrado singular”.

Abaixo, o blogueiro londrinense explica a confusão cometida na decisão do ministro do STJ:

O problema na decisão do magistrado é que os “delitos imputados” a Abi não foram “cometidos em razão da função” pelo simples fato de o primo do governador não ter nenhum cargo no governo. De acordo com as investigações do Gaeco, o “cargo” de Abi seria o de “eminência parda” no governo do tucano. Foi como eminência parda que Luiz Abi atuou como uma espécie de “operador político” do suposto esquema investigado na Operação Publicano. São funções informais e que não têm vínculo oficial com a estrutura do Estado. A Abi é atribuída, por exemplo, a indicação de delegados da Receita Estadual. Inclusive o argumento de Beto Richa para se distanciar do problemas que o primo enfrenta na Justiça é de que o convívio com seu primo era apenas “social” e não se estendia à vida pública.

Quando Beto Richa era deputado estadual, Abi foi seu assessor. Agora que Richa é governador, seu primo ficou só nos bastidores, se Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Governo do Estado “sujo” na praça faz Sindicato pagar pelo papel de identidades funcionais

porteUma das bandeiras dos agentes penitenciários em busca da sua segurança pessoal é o porte de arma fora do local de trabalho. Nos últimos dez anos, cerca de 15 agentes penitenciários foram assassinados fora do expediente no Paraná.

A autorização do porte de arma para esses profissionais foi estabelecida há um ano, mediante alteração do estatuto do desarmamento aprovada pelo Congresso e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff (PT). Desde então o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná vem lutando contra a burocracia e a incompetência do governo do Estado para que o direito conquistado se concretize.

Entre idas e vindas, a diretoria do Sindarspen identificou uma questão, digamos, burocrática que estava inviabilizando o porte. É que a confecção das identidades funcionais dos agentes, a cargo da Secretaria de Segurança Pública do Estado, estava travada pois o fornecimento do papel foi cancelado por falta de pagamento.

Ao tomar conhecimento do “problema”, o Sindarspen comprou o material, arcando com os valores. Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

MPF engaveta prova contra Aécio enquanto busca incriminar Lula

Do Blog da Cidadania – Eduardo Guimarães
images-cms-image-000441797Há muitas evidências de que a Operação Lava Jato não passa de uma farsa que visa, exclusivamente, destruir Lula e o PT, mas, talvez, a mais contundente resida em entrevista que o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, do Ministério Público Federal (MPF), deu à Agência Reuters na última terça-feira (23).

Perguntado sobre os boatos de que Lula estaria sendo investigado no âmbito da Lava Jato, Santos Lima, que integra a força-tarefa do MPF que investiga o caso Petrobras, afirmou que, “Neste momento”, não há investigação contra o ex-presidente porque o que há contra ele são “só notícias da imprensa”, mas que, se a força-tarefa conseguir encontrar algo, Lula será investigado.

Antes de prosseguir no tratamento que o MPF e a própria Operação Lava Jato estão dando a políticos de acordo com o partido a que pertencem, vale comentar uma segunda informação do procurador Santos Lima, de que essa Operação “deve levar ao menos mais dois anos” para ser concluída e irá chegar ao setor elétrico, mais especificamente a obras da Eletrobras como Belo Monte e Angra 3.

Saiba, leitor, que a crise econômica que o país está vivendo tem ligação íntima com a Operação Lava Jato. Sem ela, o país já poderia estar recomeçando a crescer. Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: A coragem que sobrou aos professores faltou ao governador Beto Richa

Reinaldo de Almeida César*

A melhor notícia da semana, na área da Segurança Pública, vem da Polícia Militar que anuncia ter prorrogado o prazo para conclusão do inquérito militar (IPM) que apura as responsabilidades pelo Massacre do 29 de abril.

Ao contrário de alguns, não vejo nisso uma manobra para varrer todo aquele horror para debaixo do capacho da porta do gabinete do comandante-geral da PM.

Prefiro enxergar que o comando da PM, zeloso, fará honrar as mais caras tradições da corporação e não deixará de apurar, com todo rigor, os tristes fatos ocorridos e fartamente documentados. Sei lá, talvez eu esteja como Candido, com exacerbado otimismo, recebendo as influências de Pangloss, na obra magna de Voltaire. O tempo dirá.

O fato é que se a PM não apurar os fatos, com absoluto esmero e precisão, livrando-se de amarras corporativas ou de pressões políticas, correrá o sério risco de ser desmoralizada, logo ali na frente, pelo Ministério Público Estadual, pela Procuradoria da República, pela Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da República e pela Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal, que trabalham a passos largos para colocar luzes sobre o que ocorreu, a partir de documentos, testemunhais, vídeos e fotos.

O que a PM precisa, neste momento é apenas lembrar-se da primeira regra do bom procedimento apuratório: investigue os fatos e não se preocupe com as pessoas. Qualquer imputação de eventuais responsabilidades será mera consequência, apenas isso.

Conheço muitos policiais militares que estiveram no calor daqueles acontecimentos. Entre eles, os oficiais Kogut, Arildo, Cherade, Nerino e Hudson. Eles sabem que tem meu respeito e admiração.

Também sei, pela história e pelo caráter de cada um destes que citei, que eles não deixarão de – como se diz no jargão policial – “botar no papel” o que de fato ocorreu, detalhando os comandos e as condutas que moldaram aquele apavorante cenário, ainda hoje envolto em sombras e escuridão.

Se omitirem fatos, conhecimentos e informações, talvez não consigam mais levantar um olhar altaneiro para a tropa, seus comandados e suas famílias.

Pior que isso.

Se falsearem a verdade, poderão absorver uma carga histórica e espiritual que, talvez, não lhes pertença e que se arrastará por todo sempre. Nesta horas de provação, é redentora a Palavra do Senhor, que nos é transmitida no Livro Sagrado, por João, capítulo 8, versículo 32: “e conhecereis a verdade e ela vos libertará”.

***

Há alguns dias, o governador citou Churchill numa entrevista à TV VEJA.

Referia-se à comparação feita pelo líder britânico entre guerra e política, segundo o qual, a diferença é que na guerra só se morre uma vez.

Sir Winston Churchill, soldado, parlamentar, primeiro-ministro, pintor, dedicado marido, exímio orador e genial frasista ficou para a eternidade por sua liderança e otimismo, mas, também pela sensibilidade política e inesgotável capacidade para o diálogo.

Conta-nos o biógrafo Michael Shelden, que o então jovem Ministro do Interior, Winston Churchill, não permitiu que a polícia massacrasse os mineiros que protestavam na Galia do Sul, em 1910, mesmo contrariando o interesse dos poderosos locais e colocando em risco sua carreira política ainda em ascensão.

Há outra bela frase de Churchill, que revela, na sua humildade, sua grandeza. Em tradução livre: “coragem é o que é preciso para ficar de pé e falar; coragem é também o que é preciso para sentar e ouvir”.

Talvez seja esta coragem que tenha faltado ao governo para sentar e ouvir sobre o nefasto projeto da ParanáPrevidencia e, depois, sobre a reposição de 8,17%. Por outro lado, certamente foi a coragem que sobrou aos professores, servidores e cidadãos, numa praça que ficou manchada de sangue em 29 de abril, em cenas que nos chocam e nos envergonham, como paranaenses.

Winston Churchill mudou o eixo da história e o rumo da humanidade. Não fosse sua habilidade no trato com os líderes das nações aliadas, boa parte do mundo hoje estaria a respirar a podridão dos ares do regime nazi-fascista, soprados pela loucura do infame Adolf Hitler.

Para encerrar, falando em Hitler, esta figura desprezível do século passado, uma curiosidade histórica, notícia de folhetim, quase coluna social.

Num mesmo 29 de abril, só que em 1945, Adolf Hitler casou-se com Eva Braun.

Horas depois, como sabemos, foram varridos da história.

*Reinaldo Almeida César é delegado da Polícia Federal. Foi secret Leia mais

Esmael Morais 2009-2018. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo