13 de junho de 2015
por Esmael Morais
20 Comentários

PMDB ‘fecha questão’ pelo reajuste de 8,17% aos professores e servidores

arruda_romaO deputado federal João Arruda informou ao Blog do Esmael, neste sábado (13), que o diretório estadual do PMDB vai ‘fechar questão’ sobre o reajuste de 8,17% aos professores e servidores do poder executivo do Paraná.

A agremiação tem bancada com oito deputados na Assembleia Legislativa. São eles: Alexandre Curi, Ademir Bier, Anibelli Netto, Artagão de Mattos Leão, Jonas Guimarães, Luiz Claudio Romanelli, Nereu Moura e Requião Filho.

O parlamentar disse que a proposta será levada ao partido nesta segunda-feira, dia 15 de junho, quando também será regulamentada uma resolução de maio que prevê a saída do PMDB do governo Beto Richa (PSDB).

A tendência é que o partido aprove o fechamento da questão sobre a data-base e o eventual descumprimento da decisão poderá levar à expulsão do deputado e, consequentemente, à perda do mandato que pertence à legenda.

Arruda está convocando os educadores ligados à legenda para comparecerem na reunião de segunda. A ideia do dirigente é pressionar os membros do diretório a endurecer a posição em favor do funcionalismo público paranaense. Leia mais

13 de junho de 2015
por Esmael Morais
59 Comentários

Presidente do PSDB bate carrão ao “fiscalizar” professores fazendo reposição de aula; assista ao vídeo

traiano_land

O deputado estadual Ademar Traiano, presidente da Assembleia Legislativa e do PSDB do Paraná, na tarde deste sábado (13), em Curitiba, bateu seu automóvel Land Roover Evoque branco enquanto “fiscalizava” professores fazendo reposição de aula. A batida foi na traseira de um C4 Pallas de cor cinza.

O quiproquó ocorreu por volta das 15h25 entre as Ruas Castro Alves e Avenida Iguaçu, no bairro Água Verde, em frente ao Colégio Estadual Lysimaco Ferreira da Costa.

Assista ao vídeo

Traiano foi muito hostilizado. Dentre outros adjetivos, o tucano foi xingado de “bandido”, “barbeiro”, “traíra”, “infeliz”, “idiota”, etc. “Não vão conseguir andar nunca nas ruas!”.

Ao Blog do Esmael o deputado Traiano minimizou: “Foi muito azar acontecer [a batida] justamente na frente do colégio”. O tucano quis saber como o vídeo apareceu tão rápido nesta página. “Nem cheguei em casa e o vídeo já está publicado!”, espantou-se. “Fui visitar um amigo”, desconversou. Leia mais

13 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Requião anuncia novo movimento no Brasil: “Nos Fodemos!”; assista

Senador Roberto Requião (PMDB) falou ontem (12) à noite na abertura do 3º encontro estadual de blogueiros do Paraná; abaixo, assista ao vídeo.

Senador Roberto Requião (PMDB) falou ontem (12) à noite na abertura do 3º encontro estadual de blogueiros do Paraná; abaixo, assista ao vídeo.

O senador Roberto Requião (PMDB) foi um dos palestrantes, ontem à noite, no 3º encontro estadual de blogueiros do Paraná que se encerra hoje. O peemedebista abordou o avanço da direita neoliberal no Brasil e no mundo. Deu caneladas no ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e não quis nem falar do governo Richa porque, segundo ele, “é caso de polícia”. ... 

Leia mais

13 de junho de 2015
por Esmael Morais
19 Comentários

Deputados votaram sem ler projeto do “reajustão” de 3,45% aos professores

A Assembleia Legislativa pode ter votado a constitucionalidade da mensagem do governador Beto Richa (PSDB), na quarta-feira (10), sem atentar-se ao texto. A legalidade do projeto foi atestada por 30 votos a favor e 16 contra.

O deputado Tadeu Veneri (PT), líder da oposição, foi o primeiro a perceber “falhas insanáveis” no projeto do Palácio Iguaçu. Ao invés de conceder parte da reposição, retira mais direitos dos servidores públicos.

“O projeto do governo sobre reposição está errado”, alertou ontem o petista, que votou contra a constitucionalidade do mesmo.

Segundo o deputado Nereu Moura (PMDB), o projeto possui um erro grave, o artigo quarto, que prevê o reajuste de 3,45% em outubro, exclui as gratificações e até o vale transporte. “Não dá para corrigir. O governo tem mandar outro”, diz.

Já o líder do governo, Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), acredita que os oposicionistas estão de “mimimi” e que o projeto que concede 3,45% de reajuste vai a plenário, nem que a vaca tussa, e será aprovado até terça-feira (16).

Nesse vácuo, um grupo suprapartidário de parlamentares já tem pronto um substitutivo (emenda) para garantir reajuste de 8,17%, ainda este ano, para todos os servidores. Será apresentado nesta segunda-feira, dia 15.

Romanelli surta. Reafirma que há acordo para que nenhum deputado apresente emenda ao projeto original. Também enquadra o PSC cuja bancada de 12 deputados é liderada por Leonaldo Paranhos.

Para o líder governista, Paranhos não lidera a totalidade da bancada do PSC. Pelas contas de Romanelli, 8 deputados votam cegamente com Richa.

Quem não leu o projeto antes de colocá-lo na pauta? Muitos atribuem essa responsabilidade ao presidente da Assembleia, Ademar Traiano, que tem o poder pautar as votações. Outros põe na conta de Romanelli.

Os oposicionistas juram que leram o documento, mas não denunciaram os erros antes justamente para embargá-lo.

Leia mais

13 de junho de 2015
por Esmael Morais
21 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Para se eleger em 2018, Beto Richa vai fazer farra com R$ 600 milhões do contribuinte em propaganda

Jorge Bernardi*

O governador Beto Richa já iniciou sua jornada em busca da honra perdida. Ele perdeu a popularidade ao arruinar as finanças do estado, gerando déficit fiscal de R$ 4,6 bilhões. Usou como remédio o pacote tributário contra o contribuinte paranaense: aumento do IPVA em 40%; aumento do ICMS na energia elétrica e de mais de 100 mil itens de consumo popular, inclusive da cesta básica, feijão, arroz, carne. Com isso a inflação do Paraná foi a maior do Brasil.

Outra mancha no Governo Richa foi a maior fraude fiscal jamais vista no Paraná, desvendada pela Operação Publicano, envolvendo amigos e o primo do governador, Luiz Abi. A propina, segundo o Gaeco, ultrapassa R$ 60 milhões, e sonegação a R$ 600 milhões, afetando as finanças do estado e municípios. Fiscais e empresários presos também são acusados de pedofilia.

Os paranaenses contemplavam passivamente os aumentos de impostos, a corrupção e exploração sexual de menores, afinal o seu governador fora reeleito com 55% dos votos. No auge da popularidade, Beto Richa decidiu se apropriar do dinheiro da previdência dos servidores. A revolta e depois o massacre aos professores, em 29 de abril, com 220 feridos, fizeram com que a popularidade do tucano caísse das nuvens ao fundo do poço.

Como recuperar a imagem do governador? Fácil, com o dinheiro do contribuinte. Beto Richa tem mais de R$ 200 milhões, em 2015, entre recursos da Secretaria de Comunicação Social, e outros órgãos da administração direta e indireta, para queimar em propaganda. O massacre publicitário, nos veículos de comunicação e redes sociais, será de R$ 550 mil por dia. No primeiro mandato, o Governo Richa gastou, em média, R$ 145 milhões por ano em propaganda.

Já se sente o marketing do governador. Ele assume postura firme, corajosa determinada, em vídeos gravados para as redes sociais orientado por marqueteiros que, depois são reproduzidos em noticiários. A opinião pública começa a mudar. Mas quando ele concede entrevistas sai pérolas como: “Fernanda nem sabe o que um auditor fiscal”.

Beto Richa tem ainda três anos e meio de mandato e, certamente, vai multiplicar os recursos de publicidade acrescentando mais R$ 600 milhões até o final do governo. Em 2018, quando os acontecimentos de 2015 estiverem quase esquecidos, com a imagem recuperada, Beto Richa poderá ser eleito senador ou deputado federal pelo Paraná. Assim caminha a humanidade.

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba pelo PDT, é advogado e jornalista. Mestre e doutorando em gestão urbana, ele escreve aos sábados no Blog do Esmael.

Leia mais