6 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Petista Gleisi Hoffmann propõe frente com tucano Geraldo Alckmin contra redução da maioridade penal

alckmin_gleisiA senadora paranaense Gleisi Hoffmann anunciou reunião na terça (9), na bancada do PT, para propor formação de frente com o PSDB do governador paulista Geraldo Alckmin contra a redução da maioridade penal.

O tucano propõe aumentar a pena no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para adolescentes que cometem crime hediondo e não mexer na Constituição.

Gleisi acha que o Estado não deve declarar guerra ao futuro de crianças e adolescentes criminalizando-os mais cedo. Leia mais

6 de junho de 2015
por Esmael Morais
93 Comentários

Assembleia com 15 mil educadores pode encerrar histórica greve na terça

“É momento de agirmos mais com razão do que a emoção. Às vezes é importante darmos um passo atrás para darmos vinte mais adiante”, filosofou no início da tarde de hoje o professor Luiz Fernando Rodrigues, diretor de comunicação da APP-Sindicato durante deslocamento até o município de Cianorte, Noroeste do estado.

Ao ser questionado pelo Blog do Esmael se a assembleia geral dos educadores colocará fim à greve na próxima terça-feira, dia 9, o dirigente da entidade que tira o sono do governador Beto Richa (PSDB) suspirou: “O fim da greve é imprevisível. A categoria está bem dividida”.

A assembleia deverá reunir 15 mil educadores na Vila Capanema, estádio do Paraná Clube, cujo encaminhamento majoritário poderá encerrar a paralisação de 45 dias.

Três propostas deverão se sobressair na assembleia. A saber: 1- retornar à escola com 3,45% e organizar a próxima batalha; 2- continuar a greve até o recebimento de 8,17% este ano; e 3- voltar às salas de aula SEM aceitar 3,45% para mostrar que a greve não foi só por dinheiro, mas pela qualidade do ensino.

Luiz Fernando vê essa divisão como “natural” e “saudável” ao movimento, pois mostra vida. “Em Londrina e Foz optaram pela continuidade; Francisco Beltrão, Arapongas e Área Norte de Curitiba pela volta; Maringá está meio a meio; enfim, qual proposta vencer nós encaminharemos”, declarou.

O diretor de comunicação da APP-Sindicato corrobora a tese segunda qual o governador tucano vem utilizando a greve dos educadores para se esquivar das denúncias de corrupção.

“Que tal voltarmos para a escola e amplificarmos essas denúncias?”, provocou, ao avaliar que “os professores e funcionários das 2,1 mil estabelecimentos de ensino já obtiveram vitória política ao desmascarar esse governo corrupto”.

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo a assembleia de terça, a partir das 9 horas, em parceria com a TV 15. O leitor também poderá acompanhar tudo em tempo real pelo Facebook. Basta curtir a fanpage desta página para receber as atualizações das notícias.

Leia mais

6 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Para nunca esquecer, alunos da Unioeste produzem documentário sobre massacre de professores; assista

unioeste_massacre_richaO massacre no dia 29 de abril, em Curitiba, ainda continua estimulando a produção acadêmica em todo o Paraná. Alunos dos cursos de Filosofia, Química e Ciências Sociais da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), campus de Toledo, produziram uma série de documentários sobre a greve dos professores e servidores públicos.

Os acadêmicos são bolsistas de iniciação à docência, desenvolvem atividades de formação para a docência na universidade e desenvolvem atividades nas escolas da rede pública.

Assista ao vídeo:

Como as escolas estão em greve, os acadêmicos do PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) acompanham as atividades da greve, fazem registros fotográficos, vídeos, entrevistas, etc. Deste trabalho surgiu o documentário nº 4, o primeiro de quatro documentários que estão sendo produzidos. Leia mais

6 de junho de 2015
por Esmael Morais
25 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: A renúncia como saída para estancar a pedofilia e a corrupção no governo Beto Richa

Jorge Bernardi*

O Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (IMCS) é tributo de arrecadação estadual, porém, parte dele, 25%, pertence aos municípios onde foi arrecadado que fica com a maior parcela. Qualquer desvio, fraude ou corrupção na arrecadação desse tributo afeta as finanças públicas municipais.

Em audiência pública na Câmara de Curitiba no dia 29 de maio, a secretária Municipal das Finanças, Eleonora Fruet, indagou sobre a corrupção dos fiscais da Fazenda Estadual, na região de Londrina: “será que aconteceu também em Curitiba? Estamos acompanhando para que a parte do Município seja ressarcida”. E completou: “Aquilo que não foi arrecadado, para usar um termo mais singelo, tem impacto no Município”.

Segundo a Operação Publicano, comandada pelo Gaeco, só na Delegacia de Londrina, da Receita Estadual, foram sonegados nos últimos anos quase R$ 600 milhões de reais. Deste total, 10% ou R$ 60 milhões, foi a propina paga aos fiscais que era dividida em quatro partes: 10% para os superiores hierárquicos de Curitiba; 20% ao inspetor regional de fiscalização; 20% ao Chefe da Delegacia Regional de fiscalização; e 50% ao auditor responsável pela fiscalização.

O dinheiro da propina era transportado preso ao corpo, em malas, carros e aviões.

Lembremo-nos que o jornalista investigativo da RPC/Globo, James Alberti, está exilado e com proteção policial fora do Paraná, por ter sofrido ameaças de morte, quando investigava a corrupção na Receita Estadual e a exploração sexual de adolescentes em Londrina, que envolve fiscais, empresários e políticos.

O que ocorreu em na Receita Estadual de Londrina é um caso isolado ou aconteceu em outros locais? A secretária Eleonora Fruet possui informações privilegiadas sobre a corrupção na Receita Estadual? A Receita Estadual possui cerca de 900 fiscais e 14 delegacias regionais no estado.

O que esperar do governo Beto Richa que, em cinco meses mandato, perdeu todas as condições políticas de governabilidade? E, depois de arruinar as finanças do estado, bater em professores, e estar manchado pela corrupção e exploração sexual de meninas, perpetrada por assessores próximos, Beto Richa já não governa mais. Ele perdeu o comando do estado e, em todas as camadas sociais, em todos os lugares, só se houve o mesmo mantra: “Fora Beto Richa, fora Beto Richa”.

Para o bem dos paranaenses, só há uma saída: a renúncia do governador. Renúncia já!

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba pelo PDT, é advogado e jornalista. Mestre e doutorando em gestão urbana, ele escreve aos sábados no Blog do Esmael.

Jorge Bernardi*

Leia mais