5 de junho de 2015
por Esmael Morais
29 Comentários

Por ampla maioria, educadores de Foz e Londrina votam pela continuidade da greve; assista ao vídeo

Os núcleos sindicais da APP-Sindicato de Foz do Iguaçu e Londrina aprovaram nesta sexta-feira, dia 5 de junho, por ampla maioria, pela continuidade da greve dos professores e servidores. A posição será levada à assembleia geral da categoria, na próxima terça-feira, dia 9, em Curitiba.

A APP-Sindicato está fazendo consulta nos 29 núcleos que têm no estado. Em seguida, na segunda-feira (8), debate o resultado da avaliação prévia no Conselho Estadual da entidade, que levará uma posição da direção à assembleia.

Assista ao vídeo

Parcial de enquete realizada pelo Blog do Esmael, ainda aberta para votação, aponta que mais de 60% dos educadores defendem a continuidade da paralisação que já dura mais de 40 dias.

O governador Beto Richa (PSDB) propôs 3,45% para o mês de outubro em parcela única. Esse percentual é relativo à inflação entre maio e dezembro de 2014. Em janeiro do ano que vem, é prevista reposição de 8,5% da inflação prevista para o ano de 2015.

No entanto, os professores e servidores exigem 8,17% ainda este ano. Os funcionários do judiciário receberão o mesmo índice de reposição em parcela única, conforme manda a lei. No entanto, incongruente, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) julgou a greve dos educadores que lutam pelo cumprimento da lei “ilegal”.

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo a assembleia de terça, a partir das 9 horas, em parceria com a TV 15. O leitor também poderá acompanhar tudo em tempo real pelo Facebook. Basta curtir a fanpage desta página para receber as atualizações das notícias.

Leia mais

5 de junho de 2015
por Esmael Morais
43 Comentários

‘Beto Richa fingiu que doou sangue’, acusam profissionais da saúde

“Mentira tem perna curta”, afirmou esta semana o Sindicato dos Servidores Estaduais da Saúde do Paraná (SindSaúde), ao se referir ao governador Beto Richa (PSDB) que fingiu doar sangue. Era puro marketing político.

Segundo os profissionais da saúde, o tucano recorreu a uma foto antiga para postar no Facebook no último dia 1º de junho: “Doar sangue, um gesto simples de solidariedade que pode fazer a maior de todas as diferenças: salvar vidas.”

Beto Richa tenta posar de bom moço depois que mandou massacrar professores e servidores públicos em greve, no dia 29 de abril, em Curitiba, quando mais de 200 pessoas ficaram feridas por tiros de bala de borracha, bombas, cassetetes e mordidas de cães pitbulls.

O diabo é que o SindSaúde foi aos registro da Rede Hemepar – o banco de sangue do Paraná – para comprovar que o governador do PSDB cometeu uma fraude, mentiu.

A última vez que ele doou sangue foi em 15 de junho de 2012, portanto, há três anos.

A simples postagem da fotografia nas redes sociais já havia gerado polêmica, antes mesmo de o governador ser pego na mentira. O gesto fora percebido como demagogia haja vista que o mesmo mandou surrar e fazer jorrar o sangue de professores e servidores em praça pública.

Se o governador Beto Richa mente nas “pequenas” coisas, imagine como se comporta nas grandes questões. É por isso que ele sempre precisa registrar em cartório o que fala ou acorda com terceiros.

Moral da história: Beto Richa, como um chupa-cabras, só sugou o sangue nos últimos três anos; não doou nada.

Leia mais

5 de junho de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

Prazo para PMDB deixar governo Richa termina na segunda-feira

Termina na segunda-feira, dia 8 de junho, o prazo dado pela executiva estadual do PMDB do Paraná para que filiados, deputados e delegados partidários deixem os cargos de confiança que ocupam no governo Beto Richa (PSDB).

A resolução aprovada no último dia 4 de maio deu 30 dias para que o deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) deixasse o posto de líder do governo tucano na Assembleia Legislativa do Paraná.

A decisão da cúpula peemedebista também alcançou o ex-governador Orlando Pessuti, que ocupa uma diretoria do BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) por indicação de Richa.

O Blog do Esmael apurou que as partes em contenda estão prestes a fechar um acordo. Pelo entendimento, a ala pró-Richa se licenciaria das funções partidárias sem a necessidade de abrir processo de expulsão.

O senador Roberto Requião (PMDB), eleito ontem (4) presidente da EuroLat, deverá chegar da Europa somente na quinta-feira (11). Ele ainda não se pronunciou sobre o vencimento do ultimato.

Porém, a executiva estadual do PMDB marcou novo encontro para o dia 15 de junho. A pauta central da reunião será a resolução que determina a saída do governo Richa.

Recentemente, questionado sobre a ameaça de expulsão do PMDB, Romanelli foi enfático: “Não tem homem para tentar me expulsar do PMDB”.

E agora, quem vai “afrouxar a tanga” primeiro?

Leia mais

5 de junho de 2015
por Esmael Morais
43 Comentários

Parcial da enquete: 64% votaram pela continuidade da greve na educação

Parcial da enquete com 4,3 mil votantes únicos, às 13h30, nas vésperas da assembleia da APP-Sindicato, apontava 64% pela continuidade da greve dos professores e servidores públicos do Paraná; votação continua aberta; dê sua opinião, participe, exerça a sua cidadania na plenitude.

Parcial da enquete com 4,3 mil votantes únicos, às 13h30, nas vésperas da assembleia da APP-Sindicato, apontava 64% pela continuidade da greve dos professores e servidores públicos do Paraná; votação continua aberta; dê sua opinião, participe, exerça a sua cidadania na plenitude.

A APP-Sindicato sinaliza com o encaminhado “pelo fim da greve”, conforme anúncio dos deputados governistas na última quarta-feira (3), mas, a julgar pela enquete no Blog do Esmael, a direção da entidade poderá ter problemas na assembleia geral de terça-feira, dia 9, em Curitiba, quando os educadores decidem se continuam ou encerram a greve. ... 

Leia mais

5 de junho de 2015
por Esmael Morais
36 Comentários

Beto Richa reconstitui ‘equipe da maldade’ da campanha contra professores e servidores no PR

Na semana passada, o Blog do Esmael anotou que o governador Beto Richa (PSDB) iniciara uma “blitzkrieg” contra professores e servidores públicos no Paraná. Trata-se de um termo criado pelos nazistas para designar “guerra-relâmpago”.

Dito isto, ao longo dos últimos dias cristalizou-se que o tucano reconstituiu parte da ‘equipe da maldade’ que o reelegeu no ano passado. O ex-secretário da Comunicação, Marcelo Cattani, por exemplo, mesmo demitido do cargo, agora presta serviço como consultor estratégico — longe da folha de pagamento oficial.

Não é à toa que surgiram propagandas à beça em jornais, rádios e TVs e, “coincidente”, a linha desses órgãos de imprensa mudou a medida que suas burras foram enchendo com recursos públicos. As agências de publicidade estão com o sorriso frouxo no rosto, bem como os barões da velha mídia.

As ligações telefônicas para a casa dos todos paranaenses, eu disse todos, contra os educadores, custeadas pelo erário, foram delegadas à empresa curitibana Call Complete — segundo rastreamento desses telefonemas.

Alguns outros colaboradores, que estavam distantes desde janeiro, se reaproximaram agora do Palácio Iguaçu como “freelancers” contra os grevistas. Como se estivessem numa guerra, fornecem “munição” contra os funcionários públicos desarmados.

No pacote de soluções, o governador Beto Richa contratou a peso de ouro o jornalista Mário Rosa, autor do best seller “A Era do Escândalo” para recuperar sua imagem destruída depois do massacre de 29 de abril.

O leitor também soube ontem que o tucano reforçou seu time com criminalistas. Além do respeitado René Ariel Dotti, integra a defesa de Beto Richa, no crime, o renomado jurista Ives Granda Martins. Ou seja, o governador trocou os assessores políticos pelos advogados criminalistas. Tem a ver com a bronca da Receita Estadual e o massacre.

Nessa frente jurídica há um ruído importante. Corretamente, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) pagará a reposição inflacionária de 8,17% a seus servidores em parcela única. Ok, cumpre a lei. No entanto, os mesmos desembargadores concedem liminar contra a greve que reivindica justamente os mesmos 8,17%.

Como pode a sociedade em geral — e o judiciário em particular — pugnar por um ensino de primeiro mundo se se comporta, de maneira medíocre, como sociedade de terceiro mundo?

O diabo é que o governador Beto Richa mobiliza toda uma máquina de guerra contra os servidores públicos que, com certeza, custa bem mais caro do que deve a eles. Ficaria mais barato ao erário se ele cumprisse a lei da data-base, pagando os 8,17% ainda este ano, que recorrer a mercenários de plantão.

Então, o que fez o governador optar pela guerra ao invés da paz? Ora, a vaidade, a birra, o ego, a arrogância, a truculência, a maldade… Coisa de piá pançudo, de gente ruim.

Se houve o massacre no dia 29 de abril, no Centro Cívico, está em curso um novo massacre na opinião pública. Só não vê quem não quer.

Por fim, o Blog do Esmael vai transmitir ao vivo na terça-feira (9), a partir das 9 horas, em parceria com a TV 15, a assembleia geral da APP-Sindicato. O leitor também poderá acompanhar tudo em tempo real pelo Facebook. Basta curtir a fanpage para receber as atualizações das notícias.

Leia mais