Veja essa: PMs que massacraram professores terão de devolver diárias

Publicado em 25 maio, 2015
Compartilhe agora!

pm_diarias

Os policiais militares que vieram para a capital no dia 29 de abril desempenhar o papel de “vilões” estão indignados, pois o Ministério Público deverá pedir devolução de parte de diárias que receberam no dia do massacre.

Um comunicado interno do batalhão de fronteira foi encaminhado nesta segunda-feira (25) pelo “Recruta Zero” ao Blog do Esmael. No documento, pede-se que os participantes da “Operação Centro Cívico” restituam R$ 103,50 na conta da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP).

Obedientes ao comando, policiais começaram a devolver hoje mesmo R$ 103,50 à SESP.
Obedientes ao comando, policiais começaram a devolver hoje mesmo R$ 103,50 à SESP.

A devolução do dinheiro “em 48 horas” está sendo exigida porque os policiais teriam feito três refeições fornecidas pela Assembleia Legislativa do Paraná. Isto mesmo! A “Casa do Povo” forneceu energia (alimentos) para o massacre.

O governo do estado está fazendo os policiais de “bobos da corte”. Um horror, uma humilhação para esses profissionais que já pagam alto o preço pelo estigma da repressão na capital paranaense.

A instituição PM perdeu muito com o massacre autorizado pelo governador Beto Richa (PSDB).

Agora a pergunta que não quer calar: a devolução das diárias seria um castigo divino? Só a consciência de cada qual poderá dar a resposta à altura…

Compartilhe agora!

Comments are closed.