Servidores planejam campanha pelo “Fora Beto Richa, impeachment já!”

lemos_torcida_richaProfessores e demais servidores públicos do Paraná debate nesta sexta-feira (15) o lançamento da campanha “Fora Beto Richa, impeachment já!”. A primeira etapa da reunião acontece desde a manhã de hoje na sede da APP-Sindicato, em Curitiba, e logo mais, às 16h30, haverá um novo encontro com entidades dos movimentos populares e sindicais.

Entre os educadores, a maioria dos 29 núcleos regionais da APP-Sindicato se pronunciou favorável à campanha a ser deslanchada para tirar o tucano do Palácio Iguaçu.

A ideia do funcionalismo é ampliar a luta em defesa dos serviços públicos e contra a corrupção no governo para a toda a sociedade, buscando apoio de igrejas, clubes de serviços, conselhos profissionais, partidos, câmara de vereadores, enfim, daqueles que concordam que o governador Beto Richa (PSDB) não tem mais condições de continuar no cargo.

O ápice do movimento “Fora Beto Richa, impeachment já!” deverá ser na próxima terça-feira, dia 19, quando iniciar-se-á a greve geral dos servidores e vários setores sociais realizarão uma megamarcha rumo ao Palácio Iguaçu.

Os servidores se convenceram que a luta pelos salários é fundamental, mas que o debate economicista — de reajuste de vencimentos, apenas — tende a isolá-los dos paranaenses. Por isso, eles deverão colocar na pauta a questão política “Fora, Beto Richa” e a consequência jurídica “impeachment, já!”.

Segundo o deputado estadual Professor Lemos (PT), os servidores perderam a paciência com o governador Beto Richa (PSDB), que ontem (14) anunciou um novo ‘pacote de maldades’ contra o funcionalismo — em especial os trabalhadores do magistério.

Recentemente, após o massacre de professores e servidores, no dia 29 de abril, o país inteiro assistiu gritos pelo “Fora, Beto Richa!” em estádios de futebol, abertura de jogos colegiais, Teatro Guaíra e até durante a transmissão, em rede nacional, de um programa radiofônico da Bandnews FM comandado pelo jornalista Ricardo Broechat.

Comentários encerrados.