Por Esmael Morais

Servidores do TJPR terão reajuste de 8,17% em parcela única

Publicado em 25/05/2015

O diabo é: como pode a mesma “Casa do Povo” votar formas de reposição diferentes se o caixa é o mesmo — o tesouro estadual? Pode o parlamento distinguir os servidores entre melhores ou piores, privilegiados e “massacráveis”? Onde está o raio da isonomia?

A possibilidade de parcelamento de 8,17% aos servidores que não são do judiciário já causa reações fortes, principalmente de educadores que estão em greve há um mês. Eles lembram que, em janeiro, os deputados tiveram 26% de reajuste em parcela única e aprovaram R$ 4,5 mil mensais para os membros da Justiça a título de auxílio-moradia — valor muito acima dos salários médios no magistério paranaense.