Secretário de Beto Richa “mete bomba” no deputado Tadeu Veneri

massacre_centro_civico

O chefe da Casa Civil do governo do Paraná, Eduardo Sciarra (PSD), “meteu bomba” nesta segunda-feira (11) no deputado estadual Tadeu Veneri (PT). De acordo com fontes do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, o secretário do governador Beto Richa (PSDB) protocolou hoje uma representação contra o petista no Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR).

Segundo informações dos palacianos, Sciarra ficou magoado com a acusação do petista que, da tribuna da Assembleia, afirmou que o chefe da Casa Civil teria ordenado o bombardeio contra os professores no último dia 29 de abril.

“Quem comandou a operação tem nome e sobrenome: Carlos Alberto Richa. E seu secretário Francischini. E seu secretário Sciarra, que estava aqui no prédio, inclusive, ligando e dizendo: ‘mete bomba, mete bomba!’. E ele que diga que isso é mentira, porque nós temos pessoas que estavam do lado dele e o ouviram no telefone falando”, discursou o parlamentar do PT na sessão do dia 5 de maio.

Assista ao vídeo:

O deputado Tadeu Veneri (PT), que é líder da oposição, garantiu que testemunhas ouviram o chefe da Casa Civil mandar “meter bomba” contra os professores que protestavam no Centro Cívico de Curitiba.

O massacre deixou mais de 200 feridos e a violenta ação policial foi defendida por Richa, que primeiro classificou os manifestantes de “black blocs”, 9 dias depois do massacre jurou que foi quem mais ficou ferido. “Não tem ninguém mais ferido que eu”, disse o tucano.

Comentários encerrados.