Proposta de Richa é “armadilha” contra professores, denuncia Requião Filho

Publicado em 27 maio, 2015
Compartilhe agora!

requiao_filhoO deputado estadual Requião Filho (PMDB), vice-líder da oposição, em entrevista para a TV 15, que transmite ao vivo a sessão da Assembleia, avaliou como “armadilha” contra professores a nova proposta do governador Beto Richa (PSDB) de reposição salarial dos servidores públicos do Paraná.

Ao vivo: Deputados debatem fim da greve dos professores no PR

Segundo Requião Filho, há armadilhas no projeto enviado à Assembleia. No texto que propõe 3,45% em três vezes – 1,15% em setembro, 1,15% em outubro e 1,15% em novembro — com a promessa de liquidar o saldo em janeiro. No entanto, a mensagem faz uma ressalva: “havendo condições”. “Não se trata de brecha, mas de armadilha contra os servidores”, protestou o peemedebista.

“O governador Beto Richa está querendo fazer uma concorrência desleal às Casas Bahia. É uma humilhação, uma vergonha, um golpe contra a educação e os servidores”, denunciou o deputado Nereu Moura, líder do PMDB.

A maioria da bancada governista tem afirmado que só votará o reajuste de 8,17% na data-base. Ou seja, a Assembleia poderá derrotar o Palácio Iguaçu nesta matéria visando pôr fim à greve dura 31 dias.

“Há má vontade o Palácio Iguaçu com os professores”, acusou o deputado Professor Lemos (PT).

O deputado Péricles Mello (PT) também condenou o “pacote de humilhação” contra os educadores. Para ele, faltou responsabilidade para o governador Beto Richa.

Compartilhe agora!

Comments are closed.