Professores evangélicos prometem neste sábado “Marchar Com Jesus”, mas contra Beto Richa

marchajesusA já tradicional ‘Marcha para Jesus’, evento que reúne centenas de milhares de pessoas todos os anos em Curitiba, deve extrapolar os limites da religião neste sábado (16). É o que promete um grupo de ‘professores evangélicos’ organizado no Facebook.

O grupo conclama a “todos os corajosamente éticos dispostos a fazer um ato de Fé” a participarem da distribuição de “panfletos com pedidos de oração pelos educadores e divulgação dos nomes dos deputados e secretários evangélicos contrários à educação pública do Paraná”.

A organização garante que o ato não é um questionamento à Marcha para Jesus, mas uma ação para expor o “Massacre da Alep”, e como se comportaram os deputados “ditos” evangélicos.

O protesto deve atingir em cheio o ex-secretário de Segurança Pública, Fernando Francischini (SSD); o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Jr. (PSC), além dos deputados estaduais Cantora Mara Lima (PSDB), Artagão Jr. (PMDB), Felipe Francischini (SSD) e Missionário Ricardo Arruda (PSC) que se declaram evangélicos e se elegem com votos dessas comunidades, mas votaram pelo confisco da previdência dos servidores.

O protesto visa questionar entre os fiéis o “voto de cajado” e o “clientelismo religioso” uma vez que a postura do governador Beto Richa e seus aliados no governo e na Assembleia Legislativa vem prejudicando muito os servidores públicos e a educação do Paraná.

Veja o panfleto que vai ser distribuído no sábado: 

panfleto

Relembre aqui como votaram os deputados no confisco da previdência dos servidores. 

Comentários encerrados.