Presidente do PSDB ‘machista’ vira alvo de mulheres no Congresso Nacional

Publicado em 19 maio, 2015
Compartilhe agora!

rossoni_gleisi_vanessaA senadora Gleisi Hoffmann (PT) protocolou na manhã desta terça-feira (19), no Senado, uma representação contra declaração do presidente do PSDB do Paraná e deputado federal Valdir Rossoni no Facebook, no último fim de semana, na qual o tucano xinga a professora curitibana Adriane Sobanski de “biscate”.

A senadora do PT encaminhou a denúncia à procuradora da mulher no Senado, senadora Vanessa Graziottin (PCdoB-AM). Ela vai encaminhar ao MP, à Procuradoria da Mulher da Câmara e também um voto de repúdio ao deputado e presidente do PSDB paranaense.

Gleisi Hoffmann, em sua coluna semanal no Blog do Esmael, classificou ontem (18) a atitude de Rossoni como mais uma “violência contra a mulher”.

“Chega de homem achar que pode ficar chamando mulher de vadia, vaca, biscate. O machismo deve ser punido em todas suas manifestações”, disse a senadora paranaense.

“Eu lamento muito que o Paraná esteja protagonizando esse tipo de notícia em nível nacional. Não bastasse já a triste notícia do massacre na praça, no dia 29 de abril, agora também a de seus líderes estarem desrespeitando as trabalhadoras, numa demonstração absurda de machismo explícito”, finalizou Gleisi.

Ainda hoje, Gleisi protocolou no Senado projeto de lei que modifica a redação do parágrafo 3º do artigo 140 do Código Penal (Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940) a fim de penalizar a injúria praticada por razões de gênero.

Compartilhe agora!

Comments are closed.