Governador de Minas Gerais faz acordo com professores e ataca Beto Richa

do Brasil 247
pimentel_profs_richaO governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), criticou de maneira indireta os “espetáculos lamentáveis” de repressão contra professores no Estado do Paraná, governador pelo tucano Beto Richa (PSDB). Pimentel que nesta sexta-feira (15) fechou acordo com os docentes estaduais para o pagamento do piso nacional da Educação até 2017, disse que o estado mineiro “construiu consenso” para evitar greves na rede estadual de ensino.

“Ao contrário de outros Estados, onde nós estamos assistindo até espetáculos lamentáveis de agressão aos professores, em Minas nós construímos o diálogo, o consenso”, disse Pimentel. “A referência sobre as “agressões” diz respeito ao massacre de mais de 200 professores grevistas pela Polícia Militar do Paraná há cerca de 15 dias. “Em Minas Gerais, os professores são tratados com respeito, com dignidade, como deve ser com todas as categorias profissionais”, completou.

Atualmente, os professores de cinco estados – quatro deles administrados pelo PSDB – estão em greve. A paralisação alcança os Estados de São Paulo, Goiás, Pará, Paraná e Santa Catarina, este último governado pelo PSD.

Segundo o governo mineiro, o acordo firmado nesta sexta-feira terá um impacto de R$ 13 bilhões sobre o tesouro estadual. O gasto, segundo o governador, será compensado mediante ajustes nos gastos com custeio e na correção de “discrepâncias e erros” encontrados na folha de pagamentos.

Comments are closed.