Contrariando Richa, PSC anuncia apoio a reajuste de 8,17% para servidores

richa_app_greveO deputado Hussein Bakri, líder do PSC, a maior bancada na Assembleia, anunciou esta tarde apoio à reivindicação de 8,17% dos servidores públicos em greve.

Mais cedo os servidores se reuniram com o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, mas não obtiveram proposta concreta e os professores anunciaram continuidade da greve.

“Em nome da pacificação do Estado”, justificou o parlamentar do PSC.

Assista ao vídeo

A decisão do partido de Ratinho Júnior, que é deputado licenciado e secretário de de Estado Desenvolvimento Urbano, destoa da posição do Palácio Iguaçu e racha a base governista.

Para evitar maior fissura na base o presidente da Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), alegando barulho nas galerias, suspendeu a sessão.

O líder do governo, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), que concedia entrevistas no comitê de imprensa, foi surpreendido com a derruba da sessão. “Não precisava suspender”, criticou.

O secretário da Fazenda foi o principal alvo de professores e funcionários que realizaram hoje marcha até o Centro Cívico.

O titular da Fazenda é abertamente chamando pelos deputados governistas como “aloprado” e a tendência é que ele deixe o cargo nas próximas horas.

No começo desta tarde, o próprio governador Beto Richa (PSDB) deu uma sapecada em Mauro Ricardo ao “desautorizar” entrevista em que o secretário defende a venda da Sanepar e da Copel.

Transmissão encerrada às 16h10.

Clique aqui para assistir ao vivo.

Comentários encerrados.