Por Esmael Morais

Beto Richa ameaça emprego de William Bonner no Jornal Nacional

Publicado em 23/05/2015

De acordo com a matéria na Folha, a primeira-dama teria cobrado R$ 2 milhões para promover 219 auditores fiscais no órgão fazendário.

O que chama a atenção nisso tudo é a presença do “importado” Mauro Ricardo Costa justamente na Secretaria de Estado da Fazenda, foco da roubalheira.

Seria ele um “interventor do PSDB nacional” nas finanças do Paraná?

Qual o real papel desse senhor no “jogo do bicho”, além de confiscar a poupança previdenciária dos servidores e tentar vender o patrimônio dos paranaenses (Copel e Sanepar)?

Também cabe ao Gaeco responder essas perguntas ao distinto público.