Álvaro sobre massacre de professores: “Reação da PM foi desproporcional”

Publicado em 1 maio, 2015
Compartilhe agora!

richa_alvaroO governador Beto Richa foi alvo de críticas de correligionários de ninho por causa do massacre dos professores na última quarta-feira, dia 29 de abril, no Centro Cívico, em Curitiba.

Dentre os que detonaram Richa está o senador Álvaro Dias, que já foi governador do Paraná, quando, em 30 de agosto de 1988, a PM também dispersou uma manifestação de educadores com bombas e cavalos.

Para Álvaro, a situação atual “não tem comparação”. “Hoje, é muito mais grave. A reação da Polícia Militar foi desproporcional”, disse à agência de notícias Folhapress.

Pelo sim pelo não, na manhã desta sexta-feira 1º de Maio, cerca de 5 mil pessoas marcharam até o Palácio Iguaçu. Lá, os manifestantes tingiram de vermelho o espelho d’água simbolizando o sangue dos mais de 200 feridos no massacre de quarta.

Durante o percurso da passeata, professores, estudantes, profissionais liberais e sindicalistas pediram a “renúncia já” do governador Beto Richa.

Compartilhe agora!

Comments are closed.