3 de Maio de 2015
por esmael
28 Comentários

Teatro Guaíra exige: “Fora Beto Richa!”; assista ao vídeo

criolo_richa

Aumenta a pressão pela renúncia do governador Beto Richa (PSDB), depois do massacre contra os professores no último dia 29 de abril, conforme anotou esta tarde o Blog do Esmael ao mostrar os estádios de futebol exigindo a saída do tucano do cargo (clique aqui). Leia mais

3 de Maio de 2015
por esmael
38 Comentários

Comissão do Senado intima Richa para explicar massacre de professores

Com informações do site Congresso em Foco
A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado, por iniciativa da senadora Gleisi Hoffmann (PT), aprovou a realização de audiência pública para debater os excessos da ação policial do Paraná, ocorridos durante manifestação dos professores estaduais no dia 29 de abril.

O governador Beto Richa (PSDB) foi intimado para comparecer nesta quarta-feira, dia 6, à CDH, bem como o secretário da Segurança, Fernando Francischini, e o tenente-coronel Arildo Luiz Dias, corregedor da PM, comandante da operação militar que massacrou os educadores.

Também foram convocados à audiência da CDH representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, do Sindicato dos Professores e da Federação Nacional dos Jornalistas.

A senadora Gleisi Hoffmann adiantou que pretende denunciar a ação desastrosa aos organismos internacionais de proteção aos direitos humanos, para que o governador Beto Richa “dê uma resposta sobre o que fez”.

“O que vimos lá não foi normal, foi uma violência descomunal, desproporcional. Não foi uma situação de confronto, foi de massacre”, avaliou Gleisi.

A iniciativa foi apoiada por todos os integrantes da CDH presentes à reunião, na semana passada.

Segue a íntegra da nota:

“Nota de repúdio à violência policial contra os professores do Paraná

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal manifesta repúdio à violência excessiva que tomou conta das ruas em frente à Assembleia Legislativa do Paraná, nesta quarta-feira (29).

A repressão atingiu e feriu centenas de professores e pessoas que transitavam pelo local. Nem crianças que estudavam em uma escola próxima foram poupadas, tendo sido expostas a traumas e à violência cometida contra seus mestres, os atingidos pela precarização das condições de trabalho.

Foram cenas de horror que aconteceram em virtude da incapacidade de gerenciamento da situação por parte do comando da Polícia Militar local, e de seu comandante maior, o governador do estado do Paraná, Beto Richa.

É lamentável ver cenas graves de excessos e descontrole na ação policial, confirmadas mediante registro de imagens. O próprio repórter cinematográfico da Rede Bandeirantes foi violentamente atacado por um cão, e filmou o gravíssimo ataque. Essa é mais uma demonstração do excesso que atenta contra a liberdade de expressão e de manifestação daqueles que ali protestavam por seus direitos.

Esta Comissão de Direitos Humanos torna público seu repúdio à repressão em nome de uma sociedade mais fraterna, baseada no diálogo e na construção de políticas que promovam o avanço, e não retrocessos e violência no seio de nossa nação brasileira.

Nossa solidariedade ao povo paranaense.

Desejamos pronto restabelecimento às vítimas desses ataques e convidamos para uma audiência pública

3 de Maio de 2015
por esmael
19 Comentários

Beto Richa vira alvo de todas as torcidas na final do Paranaense

richa_estadiosO governador Beto Richa (PSDB) foi alvo nesta tarde de vaias e palavras de ordem no estádio Couto Pereira, em Curitiba, onde ocorre a final entre o Operário e Coritiba pelo Campeonato Paranaense. Leia mais

3 de Maio de 2015
por esmael
173 Comentários

A mando de Richa, presidente do PSDB exige exoneração de Francischini e do secretário da Educação

O deputado federal Valdir Rossoni, presidente estadual do PSDB do Paraná, neste domingo (3), pelo Facebook, pediu as demissões do secretário da Educação, Fernando Xavier, e da Segurança Pública, Fernando Francischini.

Para preservar o “chefe” — o governador Beto Richa (PSDB) — do massacre contra os professores no último dia 29 de abril, Rossoni, que é ex-presidente da Assembleia Legislativa, se apressa em culpar os dois “mordomos”.

Rossoni apenas verbaliza o que pensa o governador, que não tem coragem de vir a público para assumir a responsabilidade pela tragédia do Centro Cívico.

“O secretário da Educação está fora do contexto da pasta. É um ótimo técnico, seria muito útil em outra área, mas não está preparado para a área da Educação”, sentenciou Rossoni, cotado para assumir a chefia da Casa Civil no lugar de Eduardo Sciarra (PSD).

Para Rossoni, que fez uma nota calibrada pelo Palácio Iguaçu, se fosse durante sua gestão, a Assembleia e o governo não passariam tamanho vexame internacional.

“A começar pelos responsáveis pelas atitudes desmedidas, pelos desmandos, pelos exageros [Francischini]. Que sejam exonerados ou que peçam para sair”, recomendou o xerife Valdir Rossoni.

O diabo é que os professores que foram massacrados não se contentam com as cabeças de Francischini e Xavier. Os educadores e servidores públicos, que foram alvo de covardes ataques de bombas e cães da PM, querem a ‘renúncia já’ do governador Beto Richa. O tucano não tem condições políticas e morais para continuar no cargo.

Leia a íntegra da opinião de Rossoni:

Nos dias das votações que geraram confronto na praça eu estava em Brasília. Lá, tomei conhecimento dos fatos através da imprensa, com informações desencontradas. Ao voltar ao Paraná, assisti as imagens e, a partir do que vi, tirei algumas conclusões, que seguem:

1) A ação da policia foi desproporcional e desnecessária. Mas sei que se a tropa agiu daquela maneira, foi por ordem do comando. Não era o caso de se fazer uso de balas de borracha, cães, etc

2) O secretário da Educação está fora do contexto da pasta. É um ótimo técnico, seria muito útil em outro área, mas não está preparado para a área da Educação.

3) Espero que o governador, em nome dos seus eleitores e do seu partido, tome medidas imediatas para mudar o rumo da situação. Por mais que a APP-Sindicato faça o jogo do PT, o diálogo é fundamental na articulação política na preservação dos princípios democráticos. Do contrário, estarão dando munição a um sindicato pelego do PT.

4) A grande maioria dos

3 de Maio de 2015
por esmael
19 Comentários

Jornalistas homenageiam professores vítimas do massacre tucano no Paraná

Dezenas de profissionais de comunicação fizeram neste domingo (3), em Curitiba, homenagem aos professores massacrados pelo governador Beto Richa (PSDB) na última quarta-feira, dia 29 de abril.

O ato político realizado no Largo da Ordem, setor histórico da capital paranaense, também pediu apuração, fim de perseguições e ameaças contra profissionais de imprensa.

O protesto de hoje foi organizado pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor-PR) e Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná.

No fim de abril, veio à tona denúncia segunda qual o Palácio Iguaçu estaria envolvido em ameaça de morte ao jornalista James Alberti, produtor da RPC TV/Globo, que investigava esquema de corrupção envolvendo o lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa (PSDB).

Também sofreram ameaças profissionais de imprensa no município de Londrina, onde estão concentradas as investigações da Operação Voldemort, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

3 de Maio de 2015
por esmael
33 Comentários

Boris Casoy roga para que nenhum pit bull morda a “ilustre bunda” do governador Beto Richa; assista

richa_pitbull_casoy

“Espero que nenhum pit bull morda a ilustre bunda do governador do Paraná”. Foi assim que o apresentador Boris Casoy abriu matéria no Jornal da Noite, na Band, ao referir-se a Beto Richa (PSDB), que autorizou o uso de cães pit bull no massacre aos professores no último dia 29 de abril. Leia mais