Por Esmael Morais

Richa obriga funcionários de escolas repor 10 dias de greve ‘a mais’ que professores e abre nova crise na educação do PR

Publicado em 10/04/2015

Na manhã de hoje (10), um grupo de estudantes das escolas estaduais Bento Munhoz da Rocha e Prieto Martinez realizou uma manifestação para cobrar melhorias na infraestrutura e na alimentação das unidades. Eles foram ao Palácio Iguaçu, mas não conseguiram entrar e acabaram se reunindo com a chefe do Núcleo Regional de Educação de Curitiba, Deuzita Cardoso da Silva, a quem apresentaram suas reivindicações.

Na noite de hoje, em Cascavel, os educadores escreverão mais um capítulo desta novela cujo drama é real e verdadeiro. Eles vão protestar contra o governador do PSDB durante inauguração do teatro municipal da cidade.

A greve dos professores e servidores realizada nos meses de fevereiro e março foi vitoriosa, no entanto, não conseguiu resolver todos os problemas da educação pública estadual. Seria preciso vontade política do governo para que a situação nas escolas melhorasse de verdade, mas o que se sente é que Beto Richa e sua equipe querem justamente o contrário.

Com informações da APP-Sindicato.