Por Esmael Morais

Quiproquó na Assembleia: “Bando de ladrão, vai sair de camburão”; assista

Publicado em 08/04/2015

marlei_alep_audiencia“Bando de ladrão, vai sair de camburão”. Este era o grito de guerra de servidores públicos que ocuparam as galerias da Assembleia Legislativa do Paraná na tarde desta quarta-feira, dia 8, durante audiência pública para discutir o confisco da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa (PSDB).

A TV Sinal, emissora da Assembleia, não mostrou esses momentos durante a transmissão. Quem assistiu de casa não teve acesso a esta informação que o Blog do Esmael captou nesta tarde.

O quiproquó foi tão grande que o líder do governo Beto Richa na Casa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), não conseguiu utilizar a palavra na tribuna. A reunião foi encerrada e transferida para a próxima segunda-feira, dia 13 de abril, às 14h30.

O deputado Requião Filho (PMDB) pediu mais tempo para debater as ideias e as emendas sugeridas pelos servidores. “Estaremos cobrindo a conta do cheque especial com cartão de crédito? Precisamos de um debate técnico e sério e não em regime de urgência”, questionou o vice-líder da oposição.

Houve outros momentos pitoresco da “audiência pública”. O presidente da Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), anunciou 10 minutos para a Professora Marlei, da APP-Sindicato, se pronunciasse acerca do projeto governamental. Romanelli contestou o tucano afirmando que o acordo dava a ela o tempo que precisasse.

“Tem que combinar antes”, reclamou Traiano, que concedeu o tempo livre.

Assista aqui o que a TV Sinal censurou: