Justiça dá aval para Richa descer a borracha nos professores do Paraná

Publicado em 25 abril, 2015
Compartilhe agora!

tjpr_alep_profsO juiz de plantão Eduardo Lourenço Bana, de Curitiba, concedeu ontem (24) à noite um “interdito proibitório” contra a greve dos professores que se iniciará nesta segunda-feira (27). O magistrado estipulou multa diária de R$ 100 mil contra a APP-Sindicato e, descumprida a decisão, autorizou a repressão com violência policial à manifestação, caso haja ocupação do prédio da Assembleia Legislativa do Paraná.

Na prática, o judiciário dá aval para que o governador Beto Richa (PSDB) coloque a cavalaria e o choque da PM para massacrar os professores que protestarem pelos seus direitos.

Na última quinta-feira (23), o Blog do Esmael revelou com exclusividade que o secretário da Segurança, Fernando Francischini, e os comandantes da PM se reuniram secretamente com o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), para tramar a votação em regime de urgência do confisco da previdência dos servidores públicos.

O diabo é que a mesma Justiça foi fiadora do acordo rompido por Richa com a APP-Sindicato, que em março suspendeu a greve.

Portanto, fica a pergunta: de que lado está a dona Justiça do Paraná?

Leia a íntegra da decisão judicial:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/04/Assembleia-liminar.pdf

Compartilhe agora!

Comments are closed.