Por Esmael Morais

Caiu o comandante da PM do cerco à Assembleia. Só falta sair Beto Richa

Publicado em 29/04/2015

A mudança no comando da PM não significa que a repressão não se repetirá nesta tarde. Pelo contrário, pois o subcomandante-geral da PM, coronel Nerino Mariano de Brito, “quer sangue”, segundo informam policiais ao Blog do Esmael.

Nerino teria ordenado “porrada” em mulheres e crianças, se necessário, para garantir professores e servidores distantes da Assembleia.

A Assembleia vota nesta tarde, em regime de urgência, projeto que confisca a poupança previdenciária de 200 mil servidores públicos do estado.