Bate-boca 2: “Eu não uso canga”, rebela-se deputado Rasca Rodrigues

rasca_canga_romanelliFoi bastante tensa a sessão na tarde desta segunda-feira (13) na Assembleia Legislativa do Paraná. A chapa também esquentou entre os governistas Rasca Rodrigues (PV) e Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), líder de Beto Richa (PSDB) na Casa.

“Eu não uso canga”, reagiu o parlamentar verde ao discurso do líder que lhe negou um aparte na discussão sobre “regime de urgência” para o projeto da Previdência. “Não vou ceder porque você excelência vai discordar”, explicou antes Romanelli.

Ao final da sessão tumultuada, o governo retirou requerimento com pedido de urgência para o projeto que propõe a reforma na previdência do funcionalismo público estadual.

Na Assembleia, houve ainda bate-boca entre Nereu Moura e Romanelli, ambos do PMDB, e a prisão da professora Lélia Fernanda França Reck que protestava contra o desmonte da educação e pedia pela CPI da Corrupção.

Comentários encerrados.