Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

26 de abril de 2015
por esmael
38 Comentários

Beto Richa proíbe acampamento de professores no Centro Cívico

richa_pmPela primeira vez na história, os educadores em greve não poderão acampar na Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, em Curitiba. Leia mais

26 de abril de 2015
por esmael
29 Comentários

Frente política condena cerco militar a professores em greve no Paraná

richa_sob_cercoO governador Beto Richa (PSDB) vai se isolando cada vez mais na sua intenção de reprimir, com violência policial, a manifestação de professores e funcionários públicos em greve prevista esta semana no Paraná. Os servidores do estado iniciam paralisação amanhã (27) contra o confisco da poupança previdenciária.

Desde ontem (26) à tarde, quando determinou a ocupação militar do Centro Cívico, o tucano atraiu contra si uma onda de protestos da frente política liderados por parlamentares.

“Governo autoritário e arrogante que convoca policiais para cercar a Assembleia, intimidar professores, e garantir votações”, tuitou o deputado João Arruda (PMDB), coordenador da bancada federal paranaense em Brasília. Segundo ele, Richa comete “improbidade administrativa” ao transformar servidores do governo [policiais militares] em seguranças particulares de deputados para preservar os seus interesses na Assembleia.

Mais cedo, os senadores Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) também emitiram duras críticas ao iminente confronto a que o governador do PSDB está empurrado a cavalaria da PM contra educadores.

26 de abril de 2015
por esmael
13 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: “Truculência de Beto contra professores destoa do velho Richa”

Um atento leitor do Blog do Esmael, que acompanha a história política do Paraná e do Brasil, fez uma interessante análise da tentativa do governo Beto Richa (PSDB) de impedir esta semana, com a força policial, a aproximação de manifestantes da Assembleia Legislativa.

Atendendo pelo codinome Garganta Profunda de Londrina, o leitor vai mais longe ainda ao sugerir que o verdadeiro herdeiro do saudoso ex-governador José Richa é José Richa Filho, o Pepe, irmão mais velho de Carlos Alberto (verdadeiro nome de Beto).

“… este sim, educado, ponderado, dotado de paciência e atenção com o interlocutor, ou seja, com perfil assemelhado ao do pai”, compara o Garganta, insinuando que Carlos Alberto pode se aposentar para ceder lugar ao legítimo herdeiro político do velho e bom Richa — Pepe Richa.

Leia a íntegra do texto:

“Esmael,

Como assíduo leitor, mas sem nunca ter me manifestado, trago algumas observações sobre o uso da PM para evitar o acesso ao Centro Cívico.

Em 1982, o Paraná elegeu José Richa para Governador.

Era um verdadeiro líder, afável no trato com as pessoas, não tinha nenhum estrelismo.

Jamais faria isso que seu rebento, Carlos Alberto, agora quer fazer.

Se algum assessor amalucado levasse a ideia de botar PM e Tropa de Choque para impedir acesso da população à praça e à Alep, seria imediatamente advertido pelo velho Richa.

Começo a achar que o verdadeiro herdeiro político do velho Richa, não é o Carlos Alberto, mas sim, o José Richa Filho, o Pepe, este sim, educado, ponderado, dotado de paciência e atenção com o interlocutor, ou seja, com perfil assemelhado ao do pai.

Beto parece não ter herdado as características políticas do seu saudoso pai.

Além de ter sido amigo dos professores e do funcionalismo, José Richa era um democrata, acostumado ao debate das ideias, sem truculência.

Vou lembrar um episódio, para ilustrar.

Na transmissão de cargo, em 1986, de José Richa para João Elísio, compareceu o ex-Presidente do Paraguai, o ditador Alfredo Strossener.

Dizem ter sido convidado por José Richa, que ficou com pena do velho caudilho morar quase na solidão, no exílio em Guaratuba.

Durante a solenidade, o então vereador de Curitiba, José Maria Correia, postou-se em frente ao palanque e fez o que muitos gostariam de ter feito: levantou um cartaz com os dizeres “FORA STROESSNER”.

Houve um natural constrangimento. A foto e o fato correram o mundo.

Nem por isso José Maria Correia foi admoestado ou perseguido por Richa.

Continuou no PMDB, exerceu cargos públicos e chegou a Diretor-Geral da Polícia Civil.

O mesmo democrata José Richa, comandou a arrancada pelas Diretas-Já, com o célebre comício da Boca Maldita, em

26 de abril de 2015
por esmael
36 Comentários

Palácio Iguaçu inicia “guerra de bugios” contra dono da RPC TV/Globo

lemanski_richa_magooA temperatura política promete subir ainda mais esta noite no Paraná, quando o programa Fantástico deverá levar ao ar a história da ameaça de morte contra jornalistas da RPC, afiliada da TV Globo, que investigam esquemas de corrupção envolvendo o primo do governo Beto Richa (PSDB). Só mesmo uma tragédia factual maior tem poder de segurar a reportagem engatilhada.

De acordo com orelha seca do Blog do Esmael dentro da emissora de televisão dos Cunha Pereira e dos Lemanski, foram rastreados os telefonemas anônimos que ameaçavam os repórteres investigativos, dentre os quais James Alberti, produtor da RPC e do Fantástico.

As ameaças de assassinato teriam partido de órgão do governo do Paraná. E é aqui que o Palácio Iguaçu inicia uma verdadeira “guerra de bugios” nas terras das araucárias, por meio de blogs e sites aliados de Richa.

26 de abril de 2015
por esmael
8 Comentários

Gleisi Hoffmann lança manifesto em solidariedade aos professores e contra o confisco da previdência

richa_gleisi_app.jpgA senadora Gleisi Hoffmann (PT) divulgou neste domingo (26) um manifesto de apoio e solidariedade aos trabalhadores da educação em greve contra o confisco da previdência dos servidores públicos do Paraná.

No documento, a senadora lamentou o fato de o governador Beto Richa (PSDB) ter ‘roído a corda’ do acordo avalizado pelo Tribunal de Justiça, em março, que previa esgotar o debate acerca do fundo previdenciário.

Gleisi alertou aos deputados estaduais de que o Ministério da Previdência irá vetar o confisco mensal de R$ 150 milhões da Paranáprevidência.

“Posição essa que será externada, debatida e justificada em audiência pública nesta terça-feira com a bancada do Paraná e o Ministro da Previdência Social, Carlos Gabas”, esclareceu.

A senadora ainda lamenta a premeditação no uso da violência pelo governador tucano, que convocou milhares de policiais militares com o intuito de reprimir violentamente o protesto dos educadores.

A seguir, leia a integra o manifesto de Gleisi:

26 de abril de 2015
por esmael
46 Comentários

Agentes penitenciários vão proteger professoras na Assembleia

agentes_previdenciaOs agentes penitenciários do Paraná, acostumados aos estresses de motins e rebeliões nos presídios, estarão na linha de frente das manifestações de professores e funcionários da educação básica e universitária em greve contra o confisco da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa (PSDB).

Na primeira tentativa da Assembleia Legislativa em votar o pacotaço da maldade, que retirava direitos dos servidores públicos, em fevereiro último, os agentes penitenciários estiveram na vanguarda abrindo passagem para que os educadores ocupassem o plenário e as dependências do prédio.

De acordo com o Sindarspen, o Sindicato dos Agentes Penitenciários, a categoria decretou paralisação em todas as unidades prisionais do estado até quinta-feira (30). Só serão realizadas as atividades emergenciais, como distribuição da alimentação e movimentações em casos de emergências médicas e ordens judiciais.

26 de abril de 2015
por esmael
8 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Por uma “Operação Lava Jato” para enquadrar a máfia do transporte de Curitiba

fruet_cpi_baixarJorge Bernardi*

O Paraná e Curitiba subsidiaram, entre 2011 e 2014, R$ 236 milhões para o transporte coletivo da capital e região metropolitana. As empresas quando da licitação em 2010 investiram cerca de R$ 300 milhões de reais. Ou seja, o poder público com R$ 60 milhões a mais poderia se tornar dono das empresas se os recursos do subsídio tivessem sido destinados a desapropriação delas.

Os ônibus são pagos pela tarifa, pois o custo deles já está incluído no valor da passagem que é ressarcido pela depreciação de 20% anual. Portanto, a frota de ônibus de Curitiba é pública, paga com dinheiro do usuário.

A CPI do Transporte Coletivo da Câmara de Vereadores, a auditoria do Tribunal de Contas do Estado, e outras três comissões apontaram que a licitação foi fraudulenta e, concomitante, deve ser anulada. Mas enquanto isto não ocorre há um caráter de legalidade e as empresas continuam operando com lucros fabulosos.

O valor total atualizado do contrato assinado pela URBS com as empresas, por 15 anos renováveis por outros 10 anos, atinge a extraordinária cifra de R$ 25 bilhões de reais. Imagine que, até 2035, mais de 300 milhões de passageiros pagantes anuais, estarão usando o transporte coletivo de Curitiba e pagando a tarifa para 11 empresas de cinco famílias.