Tribunal de Justiça do Paraná manda soltar primo preso de Beto Richa

por Fábio Silveira, do blog Baixo Clero

Jornalista Fábio Silveira, do blog Baixo Clero, de Londrina, revela que o desembargador Márcio José Tokars, do Tribunal de Justiça do Paraná, liberou o primo preso do governador Beto Richa, Luiz Abi, mesmo considerando que “os crimes imputados, em tese, ao paciente [Abi], são de grande reprovabilidade”, o lobista deve ser solto.

Jornalista Fábio Silveira, do blog Baixo Clero, de Londrina, revela que o desembargador Márcio José Tokars, do Tribunal de Justiça do Paraná, liberou o primo preso do governador Beto Richa, Luiz Abi, mesmo considerando que “os crimes imputados, em tese, ao paciente [Abi], são de grande reprovabilidade”, o lobista deve ser solto.

O desembargador Márcio José Tokars, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), concedeu Habeas Corpus liberando o empresário Luiz Abi Antoun, que ficou preso uma semana, sob a suspeita de liderar um grupo que supostamente fraudou uma licitação do governo do Estado.

Abi é “primo” do governador Beto Richa (PSDB) e foi preso pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na Operação Voldemort, deflagrada na semana passada.

No entendimento de Tokars, apesar de não ser poder “negar que os crimes imputados, em tese, ao paciente [Abi], são de grande reprovabilidade”, o empresário deve ser solto. O desembargador defendeu “medidas alternativas à prisão preventiva”, o que, segundo ele, seriam “mais adequadas” e “igualmente eficazes”.

Leia também:

Empresa ligada a primo “líder de quadrilha” doou R$ 100 mil para Beto Richa, diz Gazeta do Povo

Comentários encerrados.