Samek apresenta solução para crise hídrica em Minas. Tucanos ficam com “dor de cotovelo”

samek_agua_sp_mg.jpgO governo de Minas Gerais vai adotar o programa Cultivando Água Boa (CAB), desenvolvido pela Itaipu Binacional e parceiros, como principal ferramenta para a recuperação de microbacias e o enfrentamento da crise hídrica no Estado.

O decreto que institui o programa como política pública será assinado nesta sexta-feira, dia 20, em Belo Horizonte, pelo governador Fernando Pimentel (PT) e pelo diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek, que também é do PT. A cerimônia vai marcar o início das comemorações da Semana da Água em Minas Gerais.

A movimentação dos petistas com o objetivo de resolver a falta d’água que tanto castiga a região Sudeste, causou “dor de cotovelo” nos tucanos, pois, o governo de Geraldo Alckmin, por exemplo, enfrenta sérias dificuldades com a escassez do precioso líquido.

Depois de levar a experiência da conservação das fontes hídrica aos mineiros, Jorge Samek, acompanhado do diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu, Nelton Friedrich, embarcam dia 30 de março para Nova Iorque, onde receberão o prêmio ONU-Água, na sede das Organização das Nações Unidas, pelo programa Cultivando Água Boa.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Só podem estar de sacanagem! Vincular o projeto cultivando Água Boa ao Jorge Samek, segue a mesma linha do pensamento idiota que vincula o Bolsa Família ao Governo Petista. Convenhamos, o uso abusivo ou descontrolado de qualquer fonte de Água é um assunto mais antigo que a Guerra Santa. O uso controlado e a recuperação de nascentes também é um assunto batido, escuto isso há 30 anos quando meu avô dizia que a falta d’água seria um problema mundial. Jorge Miguel Samek está em um Cargo de Confiança, posto alcançado pela sua amizade com Lula, e quando ele assumiu o posto de presidente da Itaipu, essa já existia e funcionava há mais de duas décadas, sendo que dentro da instituição existem os melhores Engenheiros do Brasil. Caso a Dilma tivesse perdido as eleições, ele já estaria fora, e o projeto Cultivando Água Boa receberia estes prêmios por outro presidente da instituição, e este seria o provável responsável. Bando de hipócritas, existia um dos principais articuladores do Petrolão dentro da Itaipu como conselheiro e ninguém se manifesta a respeito. Brasil é Brasil, puxando saco dos que estão no poder, para que de alguma forma seja recompensado ou ajudado.

  2. Parabéns ao Samek pelo prêmio que consagra sua competência.

  3. O Aécio vai dar outra solução, mas sobre aeroporto clandestino.

  4. A Itaipu, ícone do empreendedorismo de geração de energia do Brasil , meus parabéns, por fim uma entidade do porte da mesma tem uma solução a médio e longo prazo para a sustentabilidade das aguas, esta na hora de todas as grandes empresa, que tenha conhecimento de preservação e gerações de novas fontes de água, se unam para acabar com esta calamidade da falta de água, temos que deixar as picuinhas partidárias de lado e pensam no todo que e o mais importante para um governante, sempre para o bem do povo, porque se isto não for feito de imediato, não será só SP e o Nordeste que terá falta de água e sim todo o pais passara por severas restrições do precioso liquido. Ao Dr.Jorge e seu staff meus parabéns.

  5. Soluções existem e pra tudo tem, aforante a morte. Basta ter um pouco de objetividade e criatividade que resolvem-se os maiores problemas do Brasil. O PT e alguns outros partidos de esquerda, como PC do B, PSol, demonstram que conseguem apresentar boas soluções para problemas como esse da água. Os partidos da direita como psdb, dem, e até o próprio pmdb que nem cheira nem fede, é uma incógnita, nada fazem pra resolverem os problemas, mandando pra frente e na maioria das vezes agravando a situação, a exemplo a própria Minas que ficaram mais de 20 anos na “jestão” da coisa pública, São Paulo, já também a mais de décadas e Paraná que estão quebrando, finalmente, agora. Começaram com Lerner, lá atrás… terminando na jestão do piá de prédio, o corrupto. A Sanepar, aliás, ninguém fala mas é pior que a Sabesp. A diferença aqui é que ainda somos abençoados por água em abundância. Por enquanto. O trabalho deve ser iniciado agora, nesse instante. Reflorestamento nas margens dos rios, nas nascentes, nos córregos que margeiam os rios. Compra de áreas de mananciais, pagamentos mensais a pequenos produtores onde existem nascentes, a exemplo da cidade de Nova Yorque, que tem água para mais de 200 anos. Substituições gradativas de tubulações antigas por novos sistemas que evitem vazamentos, e outras atividades afim. Iria até mais longe. Poderiam firmar compromissos com as cidades e aproveitarem o lixo, transformando-se em energia elétrica (pode ser copel x sanepar, e porque não?) que já tem tecnologia para isso, evitando-se lixo a céu aberto que compromete mananciais de água, sua matéria prima. Mas não. Preferem distribuir renda aos rentistas de Nova Iorque. Lá (EUA) eles cuidam, aqui (Brasil) querem nosso dinheiro para suas ações compradas em bolsa. E os canalhas governantes, de sócios.

  6. O Samek além de agrônomo, formado na UFPR, é um grande gestor. Não é a toa que está há tantos anos como presidente da Itaipu Binacional. O Pt tem ótimos quadros oriundos tanto da academia, sindicatos, como dos movimentos sociais. Certamente que no médio prazo esse projeto que está sendo implantado em Minas para recuperação das bacias hidrográficas já estará dando resultados práticos. Parabéns ao Samek e sua equipe pelo reconhecimento internacional de seu trabalho.

  7. Samek, que já foi vereador, também é engenheiro.
    Sua gestão técnica em Itaipu, mantém a usina
    funcionando, e livre de maiores ingerências de
    políticos.
    Itaipu é o último baluarte de competência no País,
    se a politicalha tivesse posto a mão, teríamos 1
    dominó de apagões, e Dilma já não seria mais
    presidente.
    Gleisi foi posta pra correr, e o Bernardão não
    pode por a mão: ainda bem!
    Tem gestões do PT, e gestões que o PT não põe a
    mão, e deixa funcionar.
    Um raro rasgo de bom senso, e porque não, uma
    real exceção ao “modo PT” de governar.

  8. Esta é a gestão petista, não a “jestão” Richa