Richa jura que não participa de ato anti-Dilma, mas põe máquina trabalhando para domingo 15

sexta13_richa15.jpgCoube ao blogueiro Wilson Vieira, do município de Colombo, a informação de que o governo do estado entrou de corpo e alma na campanha pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Segundo o Blog Wilson Vieira, o presidente da Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná), Mounir Chaowiche, “estaria convocando os funcionários da empresa para ‘engrossar o caldo’ da passeata contra a presidenta Dilma, no próximo domingo, dia 15 de março”.

Nesta sexta-feira, dia 13, quando 5 mil foram à s ruas da capital paranaense contra o golpe, o governador Beto Richa (PSDB) dissimulou sobre a questão. Afirmou que não participará do ato pelo impeachment da petista, em Curitiba, no domingo 15.

“Fui coordenador da campanha de Aécio Neves [à  Presidência] e fomos derrotados. Qualquer participação domingo pode parecer revanchismo”, afirmou o tucano à  Folha de S. Paulo.

O diabo é que em recentes entrevistas no Paraná, Beto Richa vinha dizendo outra coisa totalmente diferente: à‰ possível o impeachment devido à  “crise moral” que o país atravessa!.

O governador Beto Richa também tem sido alvo de constantes protestos de impeachment no Paraná. Ou seja, é o enforcado discorrendo sobre a utilidade da corda.

Comentários encerrados.