Quadrilha fraudava licitação de dentro do palácio do governo Richa; assista

richa_palacio_abiSe fosse aquele quadro ‘Gol do Fantástico’, o governador Beto Richa (PSDB) teria hoje direito de pedir música devido à aparição, pela terceira vez consecutiva, em menos de uma semana, em reportagem negativa para o Paraná.

O governador tucano e seu primo, o lobista Luiz Abi Antoun, pautaram o principal telejornal da Globo, o Jornal Nacional, três vezes em apenas 4 dias, com a história da fraude de licitação em oficinas.

Eles debutaram em cadeia nacional (de televisão) na sexta, dia 27; voltaram ontem à noite, dia 30, e hoje novamente em horário nobre.

A novidade é que a quadrilha liderada pelo lobista Luiz Abi, segundo o Ministério Público, operava de dentro do Palácio das Araucárias para fraudar licitações no governo do estado.

O que o Brasil não sabe ainda é que o parente do tucano poderá voltar outras vezes à TV porque também é investigado em outra operação – a Publicano — que desvenda corrupção na Receita Estadual.

Abi tinha cargo no “gabinete” do parente Beto Richa, quando este ainda era prefeito de Curitiba (sic). Segundo o Ministério Público, mesmo não sendo deputado, Richa mantinha gabinete na Assembleia. Óbvio que o tucano nada sabia como também nada sabia da “sogra fantasma” de Ezequias Moreira, etc., que igualmente tinha cargo no gabinete fantasma.

Até quando Richa vai fazer vergonha nacional em horário nobre?

Assista ao vídeo com a reportagem do JN:

Comentários encerrados.