Primo de Richa preso por corrupção protestou domingo contra Dilma

Acidente de helicóptero em maio de 2011 denuncia a proximidade dos primos Beto Richa e Luiz Abi, preso ontem por fraude em licitação do governo do Paraná. No domingo 15, o lobista Abi saiu às ruas para protestar contra Dilma e o PT, em marcha organizada por tucanos e correligionários de Ratinho Júnior. O primo do governador caiu preso 24 horas depois sob a acusação de corrupção.

Acidente de helicóptero em maio de 2011 denuncia a proximidade dos primos Beto Richa e Luiz Abi, preso ontem por fraude em licitação do governo do Paraná. No domingo 15, o lobista Abi saiu às ruas para protestar contra Dilma e o PT, em marcha organizada por tucanos e correligionários de Ratinho Júnior. O primo do governador caiu preso 24 horas depois sob a acusação de corrupção.

O lobista Luiz Abi, primo do governador Beto Richa (PSDB), preso ontem (16) em Curitiba pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), saiu às ruas no domingo 15 para protestar contra o governo “corrupto” da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Eminência parda e homem forte no Palácio Iguaçu, Abi foi preso por fraude em licitação no governo do Paraná.

O primo de Richa foi transferido para Londrina onde promotores do Gaeco também investigam corrupção na Receita Estadual na ordem de R$ 500 milhões e pedofilia de pessoas próximas (clique aqui).

Em nota, o Palácio Iguaçu se apressou a dizer que Luiz Abi é parente distante do governador Beto Richa. Entretanto, até as capivaras do Parque Barigui, da capital paranaense, se lembram daquele acidente de helicóptero no Campo de Marte, em São Paulo, no dia 4 de maio de 2011, cujo destino dos dois primos era uma agenda secreta no banco BTG-Pactual (clique aqui para relembrar).

Daqui a pouco, a partir das 14h30, direto da Assembleia Legislativa, o Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, repercute ao vivo entre os deputados a prisão do primo do governador Beto Richa.

Comentários encerrados.