Paralisação dos Agentes Penitenciários vai até quarta-feira

Compartilhe agora!

sindarspenO Agentes Penitenciários do Paraná iniciaram hoje (30) um movimento de paralisação das atividades que deve durar até quarta-feira, dia 01. Eles protestam contra a morte de dois colegas ocorrida durante o mês de março.

No protesto, os agentes suspenderam todos as atividades dos presos como aulas, banho de sol e outras. Foram mantidas somente a alimentação e os atendimentos de emergência.

Segundo a vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), Petruska Sviercoski, a adesão está sendo de 100% dos agentes; mesmo por que é necessário estabilizar o clima de tensão e insegurança dentro dos estabelecimentos penais.

A mobilização foi marcada após uma agente ter sido encontrado morto no sábado (28) em Colombo, com tiros na cabeça. Este foi o segundo Agente assassinado somente neste mês. No último dia 16, dois homens invadiram o Centro de Regime Semiaberto de Guarapuava e executaram outro agente com três tiros, durante o serviço.

“O governo sucateou as unidades prisionais e o reflexo da omissão ultrapassou todos os limites. Os problemas estão indo além das diversas rebeliões que aumentaram consideravelmente no ano passado. Estamos assistindo uma sequência de atrocidades ocorrendo nas penitenciárias e também fora delas e as ameaças contra a vida dos trabalhadores estão se concretizando”, explica Petruska.

A crise no sistema penitenciário estadual assim como a crise generalizada na gestão de Beto Richa parece não ter fim. A mudança do Departamento Penitenciário Estadual (Depen) da Secretaria de Justiça para a Secretaria de Segurança Pública não surtiu nenhum efeito prático. O governador continua brincando com a vida dos servidores, e com a segurança da população do Paraná.

Compartilhe agora!

Comments are closed.