“Escolas estão 100% em greve no Paraná”, diz presidente da APP-Sindicato

Diretor da Escola Estadual Nossa Senhora da Salete, no bairro Bacacheri, em Curitiba, furou a greve hoje pela manhã com o objetivo de fornecer imagens para jornais e TVs alinhados ao governador Beto Richa; tucano comanda pessoalmente guerra ideológica e midiática contra professores e funcionários de escola em greve. "As escolas estão 100% em greve no Paraná", assegura Hermes Leão, presidente da APP-Sindicato; na quarta-feira, dia 4, categoria espera reunir 20 mil na assembleia que acontecerá no estádio do Paraná Clube, na capital.

Diretor da Escola Estadual Nossa Senhora da Salete, no bairro Bacacheri, em Curitiba, furou a greve hoje pela manhã com o objetivo de fornecer imagens para jornais e TVs alinhados ao governador Beto Richa; tucano comanda pessoalmente guerra ideológica e midiática contra professores e funcionários de escola em greve. “As escolas estão 100% em greve no Paraná”, assegura Hermes Leão, presidente da APP-Sindicato; na quarta-feira, dia 4, categoria espera reunir 20 mil na assembleia que acontecerá no estádio do Paraná Clube, na capital.

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, especial para o Blog do Esmael, na manhã desta segunda-feira (2), fez um balanço sobre o 21!º dia de greve dos professores e funcionários de escolas no Paraná. Segundo o dirigente, “100% das escolas amanheceram fechadas! atendendo ao pedido do sindicato.

Hermes disse que o governo Beto Richa (PSDB) tenta enfraquecer o movimento utilizando como estratégia a judicialização e a farra da propaganda.

No fim de semana, um juiz de plantão concedeu liminar parcial pedindo retorno de 30% dos professores e funcionários do ensino médio, mas, de acordo com o presidente da APP, a “decisão precária” deverá cair nas próximas horas.

Depois de R$ 15 milhões distribuídos pelo governo do estado à s empresas de comunicação, a velha mídia “mudou de lado” (clique aqui). Há 48 horas, setores da velha imprensa voltaram a criticar o movimento grevista em ásperos editoriais, ou seja, também entrou no esforço concentrado para desmoralizar a justa luta da educação pública do Paraná.

O Blog do Esmael apurou que o Palácio Iguaçu está jogando pesado para que apenas uma ou duas escolas “furem a greve” para gerar imagens para a televisão e jornais alinhados. à‰ o caso da Escola Estadual Nossa Senhora da Salete, no bairro Bacacheri, em Curitiba.

Tirando esses casos de figuração!, onde o cenário foi montado para a guerra ideológica e midiática, “as escolas estão 100% em greve no Paraná”, assegura Hermes Leão.

Na quarta-feira, dia 4, à s 9 horas, a APP-Sindicato realiza assembleia geral da categoria no estádio do Paraná Clube, no Capanema, quando deverá reunir 20 mil professores e funcionários de escola em greve.

O Blog do Esmael prospectou ontem que os 29 núcleos regionais do sindicato, por unanimidade, vão encaminhar a proposta pela continuidade da greve na educação por tempo indeterminado.

Comentários encerrados.