Encontro do PMDB proíbe deputado Romanelli na liderança do governo Richa; assista ao vídeo

Durante encontros em Apucarana e Londrina, militantes do PMDB exibiam cartazes contra deputados do partido que aderiram ao governo Richa; reuniões deste sábado (28) aprovaram proposta de Requião que veta participação de Romanelli na liderança de Richa; agremiação também pretende cassar direito a voto de quem ocupa cargo em comissão no governo do PSDB; assista ao vídeo.

Durante encontros em Apucarana e Londrina, militantes do PMDB exibiam cartazes contra deputados do partido que aderiram ao governo Richa; reuniões deste sábado (28) aprovaram proposta de Requião que veta participação de Romanelli na liderança de Richa; agremiação também pretende cassar direito a voto de quem ocupa cargo em comissão no governo do PSDB; assista ao vídeo.

O senador Roberto Requião recomendou neste sábado, dia 28, que o PMDB proíba na convenção os deputados do partido de exercerem cargo de representação no governo de Beto Richa (PSDB).

A indicação que exige a fidelidade partidária foi aprovada por unanimidade dos militantes da legenda. A proposta será levada ao diretório estadual e, se referendada, o deputado peemedebista Luiz Cláudio Romanelli será obrigado a deixar a liderança do governo tucano na Assembleia Legislativa.

“Nós queremos estabelecer alguns princípios: 1- quem tiver cargo comissionado no governo estado não pode votar e ser membro de diretório e delegado de partido porque tem a possibilidade concreta de vender o voto; 2- deputado eleito pelo PMDB não pode ser líder do governo que combatemos no processo eleitoral e que liquidou o estado”, propôs Requião.

“Vocês acham que os deputados que traem o partido todo dia, votando contra o povo, devem ficar ou sair do partido?”, perguntou o senador ao plenário, que aprovou a proposta por aclamação.

O objetivo dessas medidas, segundo Requião, seria evitar a interferência da máquina pública no resultado interno da agremiação.

Em seu discurso de 30 minutos, o senador do PMDB não poupou Richa chamando-o de “louco que precisa de internamento”. Segundo ele, o magistério deu um “corridão” no governador que queria destruir o ensino público. “Com fogo no rabo até preguiça corre”, comparou.

O Blog do Esmael transmitiu ao vivo, em parceria com a Tv 15, os encontros peemedebistas de Apucarana (aqui na íntegra) e Londrina (aqui na íntegra).

Assista ao trecho com a “demissão” de Romanelli:

Comentários encerrados.