Em Apucarana e Londrina, Requião realiza primeiros comícios contra corrupção no governo Richa

Lobista Luiz Abi, indicado na seta, complica a situação do primo governador Beto Richa; o parente esteve preso sob a acusação de liderar uma quadrilha dentro do governo do Paraná que fraudava licitações, cobrava propina de empresários que causaram prejuízos de R$ 1 bi na Receita Estadual; também há agentes públicos envolvidos em casos de pedofilia.

Lobista Luiz Abi, indicado na seta, complica a situação do primo governador Beto Richa; o parente esteve preso sob a acusação de liderar uma quadrilha dentro do governo do Paraná que fraudava licitações, cobrava propina de empresários que causaram prejuízos de R$ 1 bi na Receita Estadual; também há agentes públicos envolvidos em casos de pedofilia.

O senador Roberto Requião (PMDB) desembarca neste sábado (28) nos municípios de Apucarana e Londrina, região Norte do Paraná, onde vai liderar as primeiras manifestações públicas contra a corrupção que assola o governo Beto Richa (PSDB).

Os eventos serão transmitidos ao vivo pela TV 15 e pelo Blog do Esmael.

O senador se reunirá às 10 horas com a militância peemedebista de Apucarana e às 15 horas com a de Londrina. Os correrão nas respectivas câmaras municipais.

Esses encontros regionais foram convocados com o intuito de organizar o PMDB para as eleições de 2016, mas a tônica política será centrada nos casos de corrupção na Receita Estadual de Londrina, fraude em licitações e nas denúncias de envolvimento de agentes públicos em pedofilia.

Há 11 dias, o lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa, foi preso pelo Gaeco. O Ministério Público (MP) apontou o parente do tucano como “chefe de quadrilha” que atuava no governo do estado.

Ainda segundo o MP, o primo do governador tinha poder e influência no governo a ponto de indicar e vetar policiais na PM e na Civil.

No próximo dia 19 de abril, em Curitiba, movimentos sociais planejam fazer uma grande marcha em apoio às investigações dos promotores do Gaeco.

Comentários encerrados.