Datafolha: 62% reprovam Dilma

do Brasil 247
dilma_datafolhaA presidente Dilma Rousseff atingiu a maior taxa de reprovação desde setembro de 1992, véspera do impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello, segundo dados do Datafolha.

Em pesquisa realizada entre segunda e terça-feira, após as manifestações do dia 15 de março, 62% dos brasileiros classificam sua gestão como ruim ou péssima. A reprovação de Dilma subiu 18 pontos desde fevereiro e a taxa de aprovação chegou ao ponto mais baixo desde o início de seu primeiro mandato: 13%.

A insatisfação cresceu em todos os segmentos sociais analisados pelo instituto. Segundo o diretor do Datafolha, Mauro Paulino, pela primeira vez, a maioria dos que têm menor renda e menor escolaridade classifica sua gestão como ruim ou péssima. O mesmo ocorre no Norte e no Nordeste.

Quanto à economia, para 60%, situação vai piorar – pessimismo é o maior registrado desde dezembro de 97. Apesar da baixa expectativa, 61% dos entrevistados acreditam que não têm risco de demissão. “Cada vez mais inseguros sobre o emprego, muitos brasileiros já não enxergam no governo o continuísmo pelo qual optaram na última eleição, mas também não se identificam com a maioria dos manifestantes”, afirma Paulino (leia mais).

Comentários encerrados.