Corrupção chega ao primeiro escalão do governo Beto Richa; assista ao vídeo

Compartilhe agora!

Secretária Dinorah Nogara, da Administração, segundo o Gaeco, tabelava com Ernani Delicato, ex-diretor do Departamento de Transporte Oficial, fraude em licitações para favorecer Luiz Abi-Babá -- primo de Beto Richa.
Secretária Dinorah Nogara, da Administração, segundo o Gaeco, tabelava com Ernani Delicato, ex-diretor do Departamento de Transporte Oficial, fraude em licitações para favorecer Luiz Abi-Babá — primo de Beto Richa.
Os esquemas de corrupção no governo Beto Richa (PSDB) chegaram com força nesta sexta-feira (27) no Palácio Iguaçu. A primeira pessoa do primeiro escalão implicada na fraude em licitação é a secretária da Administração Dinorah Nogara.

Curiosamente, nem o Jornal Nacional, da TV Globo, consegue mais esconder do país o escândalo que tem tudo para superar o Lava Jato em termos de lances midiáticos.

Segundo o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), braço policial do Ministério Público (MP), a secretária é suspeita de direcionamento de licitação de oficina mecânica para favorecer Luiz Abi Antoun, o primo do governador Beto Richa (PSDB).

A Operação Voldemort revela o envolvimento do parente do governador tucano com a Providence, empresa de Luiz Abi-Babá — de acordo com os promotores do MP — que usa laranjas.

O Gaeco tem três investigações em andamento, a partir de Londrina, que abrangem pedofilia de agentes públicos, fraude em licitação de oficina e achaque de empresários que teria causado prejuízo de R$ 1 bi à Receita Estadual. Todas elas bateram na porta do Palácio Iguaçu.

O prognóstico é muito para o governo Richa, conforme revelou nesta sexta um palaciano ao Blog do Esmael. “A merda vai para o ventilador. Só não sabemos ainda quando”.

Assista ao vídeo com a notícia no Jornal Nacional:

Compartilhe agora!

Comments are closed.