Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

30 de março de 2015
por esmael
10 Comentários

Oposição consegue mais uma assinatura para a CPI da Receita

“De grão em grão a galinha enche o papo”, disse nesta segunda-feira (30) o deputado Requião Filho, vice-líder do PMDB, ao comemorar mais uma assinatura em apoio à criação de uma comissão de investigação da corrupção na Receita Estadual de Londrina.

O deputado Nelson Luersen, líder do PDT, é o dono da nona assinatura favorável à investigação dos escândalos no órgão de gestão fiscal do estado. Estima-se que os prejuízos ao erário cheguem a R$ 1 bilhão, em virtude da ação da quadrilha na Receita.

Segundo o autor da proposta da CPI, Requião Filho, até quarta-feira mais dois parlamentares vão anunciar apoio às investigações de corrupção. Ele não quis antecipar os nomes, mas a proposta de comissão de inquérito começará a Páscoa com 11 assinaturas.

O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), líder do governo na Assembleia, luta no outro polo contra a CPI da Receita Estadual. “Pela minha experiência parlamentar, eu confio mais no Gaeco do que numa CPI”, desconversou o governista.

Para o líder do PMDB, Nereu Moura, é uma vergonha a Assembleia seguir a reboque da imprensa que todos os dias veicula mais escândalos acerca de corrupção no governo estadual. O deputado se referiu às recentes notícias sobre as digitais do primo do governador, o lobista Luiz Abi Antoun, na arrecadação de dinheiro para a campanha de Richa (clique aqui).

Ao falar sobre a necessidade da CPI da Receita, Requião Filho ainda fustigou a fila com seis CPIs laranjas. Ele disse que só faz sentido a “CPI da Violência contra a Mulher” se houver investigação os crimes contra meninas vítimas de pedofilia em Londrina.

“Vamos trazer à Casa as vítimas do fotógrafo tatuado. Vamos perguntar quem abusou delas em Londrina”, sugeriu o vice-líder peemedebista.

Assista ao vídeo com o discurso de Requião Filho:

30 de março de 2015
por esmael
12 Comentários

Ministro Marco Aurélio Mello vai decidir sobre ADIn contra aumento do IPVA no Paraná

ipvaO Supremo Tribunal Federal (STF) distribuiu ao ministro Marco Aurélio Mello a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) que pretende anular o parágrafo 5º da Lei 18.371, de dezembro de 2014, que aumentou em 40% o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no Paraná. Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
2 Comentários

Paralisação dos Agentes Penitenciários vai até quarta-feira

sindarspenO Agentes Penitenciários do Paraná iniciaram hoje (30) um movimento de paralisação das atividades que deve durar até quarta-feira, dia 01. Eles protestam contra a morte de dois colegas ocorrida durante o mês de março.

No protesto, os agentes suspenderam todos as atividades dos presos como aulas, banho de sol e outras. Foram mantidas somente a alimentação e os atendimentos de emergência.

Segundo a vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), Petruska Sviercoski, a adesão está sendo de 100% dos agentes; mesmo por que é necessário estabilizar o clima de tensão e insegurança dentro dos estabelecimentos penais.

A mobilização foi marcada após uma agente ter sido encontrado morto no sábado (28) em Colombo, com tiros na cabeça. Este foi o segundo Agente assassinado somente neste mês. No último dia 16, dois homens invadiram o Centro de Regime Semiaberto de Guarapuava e executaram outro agente com três tiros, durante o serviço.

30 de março de 2015
por esmael
5 Comentários

Negociação não avança e greve na Saúde continua em Curitiba

sismucA greve dos servidores da Saúde de Curitiba iniciada na manhã de hoje (30) segue por tempo indeterminado. Essa foi a decisão da assembleia dos servidores realizada durante a tarde. Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
5 Comentários

Richa adia para semana que vem envio de nova mensagem à Assembleia sobre Paranáprevidência

Confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa foi o estopim, em 12 de fevereiro, para a ocupação da Assembleia Legislativa do Paraná pelos servidores públicos liderados por professores e funcionários de escolas em greve.

Confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa foi o estopim, em 12 de fevereiro, para a ocupação da Assembleia Legislativa do Paraná pelos servidores públicos liderados por professores e funcionários de escolas em greve.

O governador Beto Richa (PSDB) adiou a entrega o novo texto sobre a reforma da Paranáprevidência para a próxima segunda-feira, dia 6 de abril, depois do feriadão da Páscoa. A previsão era que a mensagem chegasse à Assembleia Legislativa amanhã, dia 31 de março. Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
20 Comentários

Conselho de Enfermagem repudia ilustração “sex appeal” utilizada pela Prefeitura de Curitiba no Facebook

corenO Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren/PR) publicou uma ‘Nota Oficial’ repudiando a imagem utilizada pela Prefeitura de Curitiba em sua página no Facebook no último dia 28 fazendo alusão a uma enfermeira. O Coren considerou a imagem ofensiva aos profissionais, pois, segundo o órgão, a “Pref” apelou para o “sex appeal”.

A postagem era uma propaganda dos investimentos municipais na saúde, que já não figura mais na página da Prefeitura. Leia a seguir a nota do Coren:

Nota Oficial

Em relação à publicação sobre investimentos na área da saúde municipal, em comemoração aos 322 anos de Curitiba, veiculada no último dia 28 na fanpage da Prefeitura de Curitiba no Facebook, o Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren/PR) repudia a ilustração utilizada por considerá-la ofensiva.

30 de março de 2015
por esmael
11 Comentários

Liminar suspende expulsão de Pessuti do PMDB; Requião critica interferência da Justiça no partido

requiao_richa_pessutiUma liminar da Justiça proibiu nesta segunda-feira (30) que a Comissão de Ética do PMDB do Parana desse início ao processo de expulsão do ex-governador Orlando Pessuti. Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
2 Comentários

Em abril, vem aí o ‘Caderno Brasília’ do Blog do Esmael em tempo real

Em abril, o Blog do Esmael vai lançar no Congresso Nacional o 'Caderno Brasília'; objetivo é a cobertura inédita em tempo real do trabalho da bancada federal paranaense.

Em abril, o Blog do Esmael vai lançar no Congresso Nacional o ‘Caderno Brasília’; objetivo é a cobertura inédita em tempo real do trabalho da bancada federal paranaense.

Em comemoração aos 6 anos de existência, o Blog do Esmael vai estrear no mês de abril o ‘Caderno Brasília’. Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
8 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: “Sedução e indução no posto avançado”

marcelo_celso_gugaMarcelo Araújo*

Estando entre os “milhões” de leitores assíduos do respeitadíssimo colunista dos domingos, terças e quintas da Gazeta do Povo, Celso Nascimento, minha admiração e espanto por ele só crescem. Mesmo sendo adepto a transitar com seu veículo “chapa cinza” na contramão e com luzes apagadas, além de carteiradas, esse personagem “CHAPA BRANCA” consegue sempre enxergar uma luz no final do túnel para seu pupilo, o prefeito Gustavo Fruet, tal qual um bom pai, padrinho ou tutor. Ainda que não tenha sido detectada tatuagem na epiderme “100% Guga” seu sentimento de proteção e adoração são incontestes.

Não é necessário esforço para desvendar a técnica de sedução e indução que está sendo usada de forma reiterada do correspondente extraoficial no posto avançado na redação do jornalão. Em todas as publicações o colunista aponta as diversas falhas da gestão, erros, rejeições, critica o prefeito e sua equipe, lamenta a delapidação do patrimônio político, dá conselhos e essa é sua técnica para cativar o leitor, pois ninguém discorda de tudo isso.

30 de março de 2015
por esmael
16 Comentários

Professores dizem que terço de férias não consta no contracheque de março

novagreveO nível de tensão volta a subir entre os professores da rede estadual de ensino do Paraná. É que não consta no contracheque do mês de março a parcela do terço das férias que o governador Beto Richa deveria ter pago já no final do ano passado. Esse foi um dos motivos da greve dos educadores e também de outras categorias do funcionalismo estadual no início de 2015. Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
21 Comentários

Marcelo Cattani pede demissão da comunicação de Beto Richa

cattani_abi_richaO jornalista Marcelo Cattani acabou de pedir demissão do cargo de secretário da Comunicação Social do governo Beto Richa (PSDB). Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
24 Comentários

Fotógrafo delata esquema de corrupção no governo Richa

richa_tchello_abiA situação no governo Beto Richa (PSDB) é mais grave do que a vã filosofia pode supor. Os esquemas de corrupção atribuídos ao lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador tucano, bateram à porta do Palácio Iguaçu. Embora mais curta por causa do feriado, os palacianos já trabalham com a hipótese de uma “semana de cão” nos arredores do Centro Cívico. Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
14 Comentários

Ex-governador Orlando Pessuti teme ser expulso hoje do PMDB do Paraná

requiao_pessuti_expulsao
O senador Roberto Requião deu início ao processo de expurgo no PMDB do Paraná. O primeiro a ser julgado por infidelidade partidária é o ex-governador Orlando Pessuti, que, durante a campanha de 2014, apoiou e apareceu no horário eleitoral do governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

30 de março de 2015
por esmael
122 Comentários

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: “O Paraná, a crise e a demagogia”

Luiz Claudio Romanelli*

Um site na internet – o nome já diz tudo – é um sítio, um lugar. É necessário ligar o computador e digitar o endereço para ir até ele. É como ir à casa de alguém e por isto que estou aqui, convidado pelo jornalista Esmael Morais, para escrever minhas opiniões todas as segundas-feiras. Afinal aqui é a casa dele e um pouco da casa de todos nós.

Antes de qualquer coisa, reitero o meu compromisso com a formulação e implantação de políticas públicas que promovam a inclusão social e diminuam a desigualdade. É um compromisso de vida longe da demagogia e do festival de besteiras que assolam parte das redes sociais.

O Estado brasileiro vive uma crise econômica que atinge a todos os governos – federal, estaduais e municipais – indistintamente. Posso citar como exemplos os estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O governo gaúcho sacou R$ 330 milhões do fundo de depósitos judiciais para completar a folha dos servidores estimada em R$ 1,1 bilhão e atrasou o pagamento de fornecedores num montante de R$ 300 milhões. Os gaúchos estão cortando gastos da máquina pública para conter um déficit de R$ 5,4 bilhões em 2015.

O Rio de Janeiro já pediu moratória de 60 dias aos fornecedores e acusou dívidas de R$ 700 milhões. E Minas Gerais pediu para os deputados para revisar o orçamento de 2015 e apontou um déficit de R$ 7,3 bilhões. Todos os estados estão cortando gastos e despesas e os municípios veem queda de 45% nos repasses do FPM comprometendo até o expediente das prefeituras. Já a União deve R$ 1 bilhão de restos à pagar a 396 municípios do Paraná e outros R$ 540 milhões de serviços de saúde ao Estado.

Esse é o quadro da crise. Outros números: a economia brasileira cresceu 0,1% em 2014, segundo o IBGE. Esse é o pior resultado desde 2009, ano da crise internacional, quando a economia recuou 0,2%. No ano passado, portanto, o crescimento foi nulo, a inflação ficou em 6,4%, os investimentos caíram – houve uma grande desaceleração da economia e, em consequência, dos investimentos públicos e privados.

As perspectivas para 2015 não são nada animadoras: começamos o ano com reajuste de combustíveis e energia elétrica, aumento de impostos, cortes em direitos e benefícios sociais e trabalhistas, cortes orçamentários na área de Educação, e aumento do desemprego. Só o setor da construção civil em São Paulo demitiu 31 mil trabalhadores no mês de fevereiro.

O momento, portanto, não é para fanfarronices. Todos os Estados enfrentam sérios problemas. O Paraná não é uma ilha de prosperidade num continente de dificuldades. Enfrenta uma crise financeira devido à redução da atividade econômica e a consequente queda de arrecadação no ano de 2014 e início de 2015. Diante deste quadro, é imprescindível controlar gastos e fazer os ajustes para o equilíbrio das contas e é isso que o governo do Paraná está fazendo.

Não houve negligência na gestão financeira do Estado. Houve sim, substancial aumento nos gastos com a folha de pagamentos, devido à contratação de professores e policiais e aos reajustes salariais concedidos. Senão vejamos: em 2010, o Estado gastou R$ 10,8 bilhões no ano, com pagamento de pessoal. Em 2014 foram R$ 18,8 bilhões. A folha de pagamento do poder executivo atualmente é de R$ 1, 4 bilhão por mês. E antes que os desavisados atribuam esse aumento aos comissionados, vão aí os números: todos os cargos em comissão, inclusive as funções gratificadas ocupadas por servidores de carreira, somados, custam R$ 17 milhões mensais, praticamente 1% do dispêndio mensal com a folha de pagamentos.

Agora, pontualmente, vou tratar de um tema explorado à exaustão pela demagogia opositora. Temos que efetivamente equacionar a questão previdenciária dos servidores públicos, para reduzir o impacto nos servidores da ativa, no pagamento de aposentadorias e para que possamos implementar as políticas públicas propostas pelo governo. O problema não é novo – remonta ao ano de 1992, quando foi adotado o regime jurídico único e os servidores celetistas foram transformados em estatutários e a conta da aposentadoria repassada da União para o Estado.

Hoje, o Governo do Paraná tem 100 mil aposentados ou pensionistas e que custam mensalmente R$ 502 milhões de reais ao Tesouro do Estado. No Sistema Previdenciário do Paraná, temos três fundos: o Fundo Militar que paga R$ 102 milhões mensais que beneficiam 18 mil aposentados e pensionistas. O Fundo Financeiro que paga 75 mil benefícios e tem um déficit mensal de R$ 325 milhões e o Fundo Previdenciário que é superavitário, com R$ 8,3 bilhões e que paga 14 mil benefícios ao custo de R$ 74 milhões mensais.

É necessário buscar o reequilíbrio do Sistema Previdenciário do Paraná, mas com regras claras e transparência. O Fundo de Previdência será mantido com uma solvência de 29 anos, e passará a ter a participação paritária dos servidores nos conselhos da Par