Por Esmael Morais

Tarifaço de 36,8% na conta de luz empurra de vez para o “fundo do poço” o governo Beto Richa

Publicado em 28/02/2015

richa_copel_requiao.jpgO chão é o limite para o governo de Beto Richa (PSDB), no Paraná? Não. Parece que não é. O tucano vem cavando cada vez mais para atirar-se num poço sem fundo. A partir da segunda-feira, dia 2 de março, a Copel (Companhia Paranaense de Energia) vai aplicar aumento de 36,8% na conta de luz. O índice foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de acordo com a solicitação da empresa paranaense.

O senador Roberto Requião (PMDB), ex-governador do estado por três oportunidades, explicou o motivo do tarifaço de 36,8% na conta de energia: Richa dobrou a participação dos sócios privados na Copel. Você paga na tarifa [conta]!. Na campanha eu avisei!, conforta-se.

Em junho de 2014, a tarifa de energia da Copel fora reajustada em 25%, agora 36,8% e em junho próximo !“ daqui três meses !“ haverá outro aumento estimado em 15%. Portanto, em apenas um ano, Richa terá aplicado o tarifaço de 76,8% na conta de luz de empresas e residências.

Quem aguenta isso?!, teria desabafado um secretário do governo Richa, em raro lampejo de sensibilidade, ao relacionar os recentes aumentos de IPVA, ICMS, os reajustes nas contas de água e luz, com os protestos contra o tucano.

O desabafo acima ocorreu na quinta durante reunião do secretariado para avaliar a crise com a greve do funcionalismo público. O movimento dos professores e funcionários de escolas entrou hoje no 19!º dia.