Richa autoriza a cavalaria da PM dentro da Assembleia Legislativa

pm_alepO K-suco pode ferver nesta tarde na Assembleia Legislativa do Paraná.

O governador Beto Richa (PSDB) autorizou a cavalaria da PM para reprimir professoras, caso preciso, que protestam na Assembleia Legislativa do Paraná contra o “pacote da safadeza”.

O legislativo vota daqui a pouco a admissibilidade do tratoraço visando aprovar, sem discussão, projeto que extingue a previdência dos servidores.

Richa quer meter a mão na poupança de R$ 8 bilhões dos funcionários públicos.

A OAB-PR, em nota pública, avisou que é contra o “pacotaço da safadeza”.

No Centro Cívico, do lado de fora da Assembleia, estão 20 mil pessoas protestando contra o governo. Só 425 manifestantes puderam entrar no prédio.

Comentários encerrados.