Mauro Ricardo, o marajá com ‘supersalário’ de R$ 110 mil mensais

ricardo_detran_requiao.jpgAos poucos, o deputado estadual Requião Filho (PMDB) vai desvendando uma verdadeira indústria oculta dos ‘supersalários’ no governo Beto Richa (PSDB). A mamata só vale para os mais chegados, de preferência tucanos, como o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, importado de Salvador (BA), onde exercia o mesmo cargo na Prefeitura Municipal.

Mauro Ricardo foi nomeado pelo decreto n!º 194, de 15 de janeiro de 2015, publicado no Diário Oficial n!º 9.372, conselheiro do CETRAN !“ Conselho Estadual de Trânsito. “Se não houve aumento, a remuneração fica em torno de 8 mil mensais, por baixo”, revela uma fonte do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu.

Em apenas um dia de investigação, o parlamentar peemedebista já descobriu que o secretário ganha adicionalmente, em forma de jetons, em empresas e órgãos públicos do Paraná: Sanepar, Copel e, pasmem, Detran. Estima-se que os titulares da Fazenda e da Educação, Fernando Xavier, estejam, cada um, pendurados em até 10 conselhos para engordar seus vencimentos.

Curiosamente, são justamente esses dois secretários gulosos! que tentam convencer educadores em greve a abrir mão de seu plano de carreiras e do direito à  aposentadoria com o confisco de R$ 8 bilhões do Fundo de Previdência.

Hoje à  tarde, durante sessão na Assembleia, Requião Filho anunciou o protocolo de pedido de informações sobre a farra dos jetons! que elevam salários de secretários em até R$ 110 mil ao mês.

O salário de um secretário de Estado, no Paraná, é de R$ 23,6 mil por mês.

Comentários encerrados.