Deputados contrários ao ‘pacote de maldades’ boicotam sessão do tratoraço

Deputados de oposição ao governo Beto Richa (PSDB) publicaram nota descartando participação na sessão 'escondida' em que o governo vai tentar aprovar o pacotaço contra os servidores do Paraná.

Deputados de oposição ao governo Beto Richa (PSDB) publicaram nota descartando participação na sessão ‘escondida’ em que o governo vai tentar aprovar o pacotaço contra os servidores do Paraná. Segundo a nota, a realização da sessão ‘escondida’, longe do plenário “aumenta o impasse e potencializa a tensão entre o governo tucano e trabalhadores”. Leia a nota abaixo.

Nota Oficial da Bancada de Oposição na Alep

Os deputados da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa (Alep) comunicam que não irão comparecer à  sessão plenária convocada para a tarde desta quarta-feira (11), à s 14h30, no 5o andar do prédio administrativo (antigo restaurante) da Casa.

A Oposição rechaça veementemente a realização de sessão em local que não seja o plenário da Alep. O fato representa um grave atentado à  participação popular no processo legislativo estadual.

Os oposicionistas informam que não houve por parte de seus mandatos ou partidos incentivo à  ocupação das galerias e do plenário da Casa pelos trabalhadores da educação na tarde de ontem.

A ação é resultado da falta de diálogo e intransigência do governo Beto Richa (PSDB) e da base aliada na Alep na condução do processo que visa a aprovação do pacote de maldades!

A realização de sessão plenária em local que não seja o plenário, sem a participação popular, aumenta o impasse e potencializa a tensão entre o governo tucano e trabalhadores.

A Oposição se coloca à  disposição para atuar como mediadora para a instalação de uma mesa de diálogo entre os trabalhadores, a Mesa Diretora da Alep e o governo na busca de alternativas para o impasse.! 

A Bancada comunica ainda que irá propor na tarde de hoje medida judicial contra a realização do tratoraço! !“ votação dos projetos do Executivo em Comissão Geral.

Curitiba, 11 de fevereiro de 2015.

Deputados Estaduais

Anibelli Neto (PMDB)

Maurício Requião Filho (PMDB)

Nereu Moura (PMDB)

Péricles de Mello (PT)

Professor Lemos (PT)

Tadeu Veneri (PT)

Comentários encerrados.