Crise no governo Richa: Suspeitos de assassinato são soltos no Paraná por falta de escolta do Depen

mats.jpgHá alguns anos o Blog do Esmael vem denunciando o desmonte do Estado promovido pelo governo Beto Richa (PSDB). A situação de caos e calote generalizado no início deste segundo mandato do tucano fez despertar os servidores de diversas categorias, que se mobilizam para tentar barrar essa destruição. E quando parece que nada mais causaria espanto em relação aos desmandos do governo do estado, eis que surge uma notícia capaz de trazer mais medo ainda aos paranaenses. Vejamos abaixo.

O juiz Ricardo José Lopes, da Vara Criminal da Comarca de Matinhos, Litoral do Paraná, mandou soltar um casal suspeito de assassinato porque o Departamento de Execução Penal (Depen) não fez a escolta dos réus entre os municípios de Curitiba e Matinhos para participariam da audiência no processo em que estão sendo acusados.

O motivo da não realização da escolta seria o não pagamento de diárias aos agentes penitenciários e policiais militares por parte do governo do estado, e por isso, em razão da prisão preventiva dos réus ter excedido bastante o prazo de 90 dias, o juiz acatou o pedido de relaxamento de prisão apresentada pelos advogados da defesa.

Em trecho da decisão pela soltura dos suspeitos o juiz pondera: Ocorre que é de conhecimento geral que o governo o Estado não está pagando as diárias do pessoal da escolta (DEPEN e PM), de forma que não há prazo para a normalização do ‘serviço’, razão pela qual, outra solução não há senão reconhecer o constrangimento ilegal.!

O crime supostamente cometido pelo casal aconteceu em setembro do ano passado. A audiência para depoimentos dos acusados e testemunhas era para ter acontecido no dia 4 de fevereiro. Agora, em liberdade, os réus devem comparecer em juízo para nova audiência marcada para maio. Como não dependerão de escolta do Depen, é possível que compareçam. Foi o compromisso firmado através de seus advogados.

O Blog do Esmael ouviu o juiz Ricardo José Lopes que conduz o caso e concedeu os alvarás de soltura aos acusados. Ele reconheceu que a questão é polêmica, mas afirmou que estaria cometendo uma ilegalidade se mantivesse os acusados presos por mais tempo em função da inoperância do Estado.

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), o Estado paga diária de R$ 180,00 por dia, em caso de viagem como esta para que os servidores possam se alimentar e se hospedar, mas os pagamentos costumam atrasar cerca de dois meses.

à‰ um caso para se refletir principalmente sobre uma questão: onde vamos parar com esse desgoverno?

Abaixo, leia a íntegra do pedido de relaxamento da prisão preventiva e a decisão do juiz que acatou o pedido:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/02/20154017/pedido-de-liberdade.pdf

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/02/20154023/Decis%C3%A3o.pdf

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Já não chega o juiz do Eike Batista, agora esse querendo chamar atenção. Tem gente muito mais tempo, prisão preventiva não tem tempo definido para terminar.

  2. Antes o DEPEN só tivesse esses problemas, mas a crise do sistema penal vai muito além. PRESOS MANDAM, AGENTES OBEDECEM. CHEFIAS SOCORREM AOS PRESOS E NUNCA O SERVIDOR.

  3. Ueba, chamem o Sergio Moro que ele bota todo mundo na cadeia, até o gato e o cachorro se não confessarem ! háhahaha

  4. estou completando 32 anos de serviço na saúde pública.achei q tería visto tudo,mas no atual desgoverno,estou vendo coisas q não consigo acreditar…até hospitais q não tem comida para os funcionarios e até para os pacientes…e não é por causa da greve dos transportes,pq antes disso já estavam comendo arruz com ovo,e agora nem isso tem…por favor beto richa,tenha um pouquinho de vergonha e vá embora do Pr…vc não merece nosso respeito……

    • digo arroz com ovo..esse é o governo do arroz com ovo servido nos hospitais….e mais ainda,deputado de Francisco Beltrão q não se elegeu,eles criaram um cargo para ele ganhar mais de 20 mil na assembléia…pode povo??????vamos a ruas em todos os municipios pedir q o Betinho e sua falange vão embora…..

  5. …TODA ESTA PUTARIA QUE ESTE GÂNGSTER(BETO VIGARISTA) E, SUA CORJA DE FACÍNORAS, QUE ESTÃO DESTRUINDO,MAIS UMA VEZ,O PARANÁ É,COM A, IRRESTRITA, CONIVÊNCIA DO, PIOR CÂNCER MALIGNO DESTE PAÍS QUE É, O JUDICIÁRIO,ACORDA BRASIL!!!EM TEMPO:ATÉ ÃS FORMIGAS VERMELHAS DA AMAZÔNIA SABEM QUE, O JUDICIÁRIO(?)DO PARANÁ E/OU BRASIL,NÃO VALE,O QUE O GATO ENTERRA!!!

  6. Este desgovernador do Paraná deveria ser enquadrado como desidioso, esta deixando o Estado cair aos pedaços e não toma providências. Como pode mentir tanto, isto já é falta de decoro.

  7. vejam professores, vcs vão acreditar nas promessas do governador, abram os olhos vem calote ai..

  8. Que perigo…Devem estar em Maringa.Cuidado, minha gente.

  9. pelo tamanho do estrago acho que os 8 bilhões da previdência não conseguirão pagar as dívidas que o perdulário do Beto Richa deixou acumular nos 4 anos de governo.

  10. Se a crise continuar, daqui alguns se alguém morrer na rua, os familiares retiram o corpo ou vai ficar na rua largado igual cachorro atropelado! Funcionários públicos são trabalhadores se quisessem trabalhar de graça seriam voluntários. Pague o que deve senhor caloteiro!

  11. precisa com urgencia afastar o governador, desgovernado.estou vendo coisas que jamais iria ver.

  12. Dá-lhe, cocô parrudo!
    Dá-lhe, deputado tortolhinho!

  13. Que os coitados dos agentes penitenciários, estes verdadeiros heróis que diariamente vêm a morte de perto pagavam de seus bolsos viagens de escolta, eu já sabia.
    Inclusive ouvi de alguns deles recentemente em um dos movimentos de paralisação da categoria, que não faria. Mais isso, pois afetava sua vida pessoal, suas obrigações e contas.
    O governo e as secretarias relacionadas ( SEED e SEJU ) não deram atenção. Chegou-se então a esta situação denunciada por você, Esmael.
    Triste.
    Com a palavra o Cocô Parrudo da SESP e seu filho, deputado Tortolhinho…

  14. Poderiam ter chamado o Secretário de Segurança e seu Camburão pra ajudar.