Coluna do Mac Donald: ‘Curitiba, a capital mais motorizada do País’

macdonald_viscondeRicardo Mac Donald*

Na semana passada eu estava preparado para escrever sobre este tema, quando houve toda uma comoção na Assembleia Legislativa, que percorreu o Estado e o País. Ontem, quinta-feira, também aconteceu grande manifestação.

Como meu tema é Curitiba e as escolas municipais voltam à s aulas junto com universidades e escolas particulares, uso o espaço para mostrar algumas soluções para o trânsito curitibano.

Em março deste ano, serão implantados os primeiros 30 No-Breaks nos principais semáforos da cidade. Esse equipamento permite que os semáforos continuem funcionando por até seis horas sem energia elétrica, o que acabará com os transtornos nos cruzamentos congestionados em dias de temporais e apagões.

Para beneficiar os idosos, serão ampliados os temporizadores de semáforos, permitindo um tempo maior em alguns cruzamentos, o que evitará muitos atropelamentos.

As vias exclusivas de ônibus, a exemplo da Rua XV de Novembro, que possibilitam uma economia de até 15 minutos no tempo de viagem, serão implantadas agora nas ruas Marechal Deodoro e Desembargador Westphalen. Some-se a isso mais 242 mil metros quadrados de pintura em sinalização horizontal e 58 novos semáforos.

Resolve? Não. Mas ajuda muito a disciplinar e facilitar o trânsito em Curitiba, uma cidade que, em cinco anos, terá um veículo para cada 1,1 habitante; que tem mais motoristas do que eleitores e que ostenta o título, não muito glorioso, de capital mais motorizada do País.

Em abril, vamos debater profundamente, com técnicos de várias partes do mundo, O uso do automóvel na cidade!.

Portanto, voltaremos ao tema.

*Ricardo Mac Donald Ghisi é advogado, secretário Municipal de Governo de Curitiba. Escreve à s sextas no Blog do Esmael.

Comentários encerrados.