Coluna do Enio Verri: Um novo “30 de agosto” para Richa chamar de seu!

enio_30agosto_richaEnio Verri*

O trágico 30 de agosto de 1988 parece se repetir. O incidente que marcou o descaso com os professores, por parte do ex-governador àlvaro Dias (PSDB), reconfigura-se pelas mãos do também tucano Beto Richa. O pacote de maldades que vai a Assembleia Legislativa pode reduzir os direitos do funcionalismo público.

Se na década de 80, os professores foram surpreendidos pela cavalaria da PM, quase 30 anos depois, os servidores públicos são pegos de surpresa com a proposta governista de alteração no plano de carreira e aposentadoria. Mais uma marca para Richa que galga para o posto de pior governador que o Paraná já conheceu.

O pacote de maldades!, se aprovado, extingue auxílio-transporte aos professores de férias ou afastados, reduz licenças dos docentes estaduais, limita a aposentadoria no teto do INSS de R$ 4,6 mil, altera o plano de carreira e o adicional de tempo de serviço. Um duro golpe contra a educação de qualidade e segurança, além do bom serviço nas esferas públicas.

A mensagem encaminhada a ALEP não apenas é a tônica de um governo que quebrou o Paraná, abandou os investimentos no Estado e deixou a mercê policias e bombeiros paranaenses. à‰ o projeto político de uma agremiação que prefere o capital ao bem estar de todos os paranaenses, penalizando funcionários e beneficiando acionistas e grandes empresas.

Trata-se do governo despreocupado com as finanças públicas que implicou em dívida do terço de férias, atraso no salário dos integrantes do Processo Seletivo Simplificado (PSS), redução de servidores e falta de estrutura mínima para abertura do ano letivo, cortes expressivos no orçamento das universidades, o não cumprimento com os deveres salariais a policiais e bombeiros, entre outras situações críticas.

Pois bem, o pacote de maldade é realidade. Cabe a nós, servidores públicos e atores políticos unirmos as forças e irmos à s ruas contra a eminente perda de nossos direitos. Mais uma vez, é a pressão dos movimentos organizados que será o fiel da balança.

Reitero meu apoio a sindicatos e organizações que juntos nesta batalha defendem a manutenção dos direitos dos servidores e a qualidade no serviço público paranaense.

*Enio Verri é deputado federal eleito, presidente do PT do Paraná e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Estadual do Paraná. Escreve nas terças sobre poder e socialismo.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Deputado Enio Verri, sou servidora do Estado, docente da Unioeste e também sou sua eleitora. Por isso, quero declarar que me orgulho de sua postura.

  2. Em briga de vagabundo que se fode e o povo…..

  3. Infelizmente a memoria politica nossa é curta e é com isto que os excelentíssimos deputados e governado estão contando, cabe ao sindicato, aqueles que não são pelegos, lembrar como acontece com o dia 30 de agosto, temos que estar sempre lembrando deste malfeitores do povo paranaense.

  4. essa máfia de aposentados criticando, faziam igual qdo estavam lá….será que algum deputado foi contra os 26 % de aumento de seus salários, tudo farinha do mesmo saco….

  5. A Previdência apresentou um crescimento nominal de 43,71%, um pouco acima do crescimento da RCL (42,95%). Porém, conforme demonstra a Tabela
    abaixo, percentualmente a despesa com a Previdência diminuiu nos últimos dois anos do governo Beto Richa. Em 2012, a despesa coma Previdência
    representou 15,12% da Despesa Total do estado (todas as funções) e declinou para 11,03%, em 2014. A média da despesa com Previdência no Governo Beto
    Richa, no período de 2011 a 2014, foi de 12,45%, abaixo do gasto médio no período de 2003 a 2014 (12,62%).
    Não há justificativa plausível para o desmonte da previdência pública dos servidores do estado. Querem, na verdade, instituir a Previdência
    Complementar (privada) para repassar uma enorme massa de recursos para o mercado financeiro. A chamada Previdência Complementar traz riscos elevados
    para os servidores públicos. Uma vez que os recursos dos fundos de pensão serão aplicados no mercado financeiro, estes estarão sujeitos aos efeitos de crises econômicas ou de má gestão e, portanto, existe a possibilidade (nada desprezível) de não estarem disponíveis quando o servidor aposentar, a exemplo do que vem ocorrendo no Brasil com os aposentados da Varig e dos Correios e também em vários outros países, inclusive na Europa.

  6. O 30 de agosto é um dos episódios de maior atrocidade, contra o povo, que se fazia representar pelos professores do estado, as marcas deixadas jamais serão esquecidas, nunca um governo foi tão impiedoso contra uma classe, de lá para cá a escória da escória representada pelos RICHAS e pelos DIAS, continua nos palanques e palácios acharcando o povo, o momento de vingar o 30 de agosto é agora, PARA FORA COM ELES, RICHA VOCÊ NÃO MERECE SER GOVERNADOR…FORA TIRANO…

  7. Por esta eu não esperava!!!

  8. Desde o inicio o governo só quer os 8 bi do fundo previdenciário e nada mais.
    Agora recuando nos outros itens do pacote de maldades aparece como bonzinho perante a opinião publica, jogando a população contra os professores.

  9. engraçado , nao vejo o povo das escolas se indignar contra a roubalheira no País, os roubos do PT, só se preocupam com o umbigo.
    Enio Verri , sua hora vai chegar logo, logo,

    Refinaria de Araucária tem muito que falar.

  10. Pior do que o incapaz do governador é a ALEP, que se afastou, há muito, do seu papel. Os deputados estão preocupados apenas com din-din no bolso, nomeações de amigos, familiares e cabos eleitorais. Virou departamento do executivo. As raras exceções não tem voz. Os que hoje criticam, tipo Requião, agiam igual, tratando os deputados como funcionários.

  11. Com muita tristeza vemos tudo isso acontecer…só queríamos trabalhar em PAZ…Senhor governador…quer se tornar um personagem histórico ???Nero/Hittler/Mísero ser humano…frio/calculista… não ama nem ele mesmo…quanto mais a seus semelhantes…