Assista: “Deputados vão apanhar nas ruas se votarem contra os funcionários públicos”, prevê Requião

requiao_tv15O senador Roberto Requião (PMDB), em debate na TV 15, ao analisar a greve geral do funcionalismo público do Paraná, fez um prognóstico sombrio acerca da reação da sociedade se aprovado o pacotaço do governador Beto Richa (PSDB):

“Eu tenho a impressão que eles [deputados] vão apanhar na rua, se votarem [o pacotaço de maldades]. Eles estão mexendo numa perspectiva de vida de um sujeito que fez concurso público”, alertou.

Requião se refere à  poupança do fundo previdenciário dos servidores estimados em R$ 8 bilhões, que o governador do PSDB pretende extinguir para ficar com o dinheiro.

Por outro lado, o mundo jurídico afirma que o pacotaço de maldades de Richa pode ter o mesmo fim do imbróglio com a criação do Caixa Único (CU), que, apesar do desgaste ao governo e aos deputados, não vingou devido a questionamentos na Justiça (clique aqui).

A greve dos funcionários públicos ganhou força nesta terça (10), segundo dia de paralisação. Diversas categorias se somaram aos educadores, que deram início ao movimento ontem pela manhã.

Na tarde de hoje, a partir das 14h30, a Assembleia Legislativa vota a admissibilidade da comissão geral para aprovar em toque de caixa (tratoraço) projeto que extingue o fundo previdenciário.

Assista ao vídeo:

Comentários encerrados.