Assembleia pode abrir CPI sobre sumiço do dinheiro! no governo Richa

Para mostrar serviço, nova legislatura da Assembleia pode abrir CPI para investigar sumiço do dinheiro! arrecadado pelo governo Beto Richa. Neste domingo (1!º), na posse dos deputados estaduais, servidores públicos que levaram calote do tesouro estadual vaiaram o governador tucano gritando das galerias Richa caloteiro, cadê o meu dinheiro!. Professores foram demitidos, mas ainda não receberam a rescisão trabalhista. Demais servidores não receberam o terço de férias, policiais e bombeiros do interior do estado ficaram sem receber diárias no trabalho do Projeto Verão. à‰ neste contexto que parlamentares querem CPI para saber o paradeiro do dinheiro arrecadado nos últimos 4 anos.

Para mostrar serviço, nova legislatura da Assembleia pode abrir CPI para investigar sumiço do dinheiro! arrecadado pelo governo Beto Richa. Neste domingo (1!º), na posse dos deputados estaduais, servidores públicos que levaram calote do tesouro estadual vaiaram o governador tucano gritando das galerias Richa caloteiro, cadê o meu dinheiro!. Professores foram demitidos, mas ainda não receberam a rescisão trabalhista. Demais servidores não receberam o terço de férias, policiais e bombeiros do interior do estado ficaram sem receber diárias no trabalho do Projeto Verão. à‰ neste contexto que parlamentares querem CPI para saber o paradeiro do dinheiro arrecadado nos últimos 4 anos.

Parlamentares do PMDB e PT, neste domingo (1), durante a posse e eleição da mesa da Assembleia Legislativa do Paraná, começaram articular a instalação da CPI do sumiço do dinheiro! no governo Beto Richa (PSDB).

Na sessão que abriu a 18!ª legislatura, hoje à  tarde, deputados argumentavam que o desaparecimento do dinheiro público é motivo concreto para a abertura de uma comissão de investigação.

Como pode o governo do estado bater recorde de arrecadação, aumentar impostos, e ainda viver crise de caixa. Onde foi parar o dinheiro do povo?!, questionava um parlamentar oposicionista, que deverá iniciar amanhã (2) a coleta de 18 assinaturas necessárias para a instalação da CPI.

Entre os 27 estados da federação, o Paraná tem a maior receita corrente líquida (RCL) cresceu de R$ 16,97 bilhões para R$ 26,46 bilhões nos últimos quatro anos (2010-2014).

A RCL é composta pela soma da arrecadação dos tributos estaduais e transferências da União, menos os repasses obrigatórios aos municípios.

Mesmo com esses indicadores positivos, o governo Richa deu calote no terço das férias dos servidores públicos, nas rescisões de professores contratados pelo regime PSS, nas diárias de policiais e bombeiros que atuam no Projeto Verão nas praias. Também dispensou funcionários das escolas e deixou de pagar oficinas que fazem reparos nas viaturas da PM e fornecedores do estado, dentre outras barbaridades, em virtude da alegada crise financeira.

Regimentalmente, podem ser instaladas até cinco CPIs simultâneas na Assembleia Legislativa do Paraná. As outras 4, calculam os próprios deputados, serão destinados à  laranjada! (comissões de investigação criadas somente para travar as demais CPIs sérias).

Comentários encerrados.